quinta-feira, 19 de novembro de 2009

Evento promete reunir os melhores ônibus

Fundado em 30 de novembro de 2005, o Primeiro Clube do Ônibus Antigo Brasileiro, organiza mais uma vez o evento VVR (Viver, Ver Rever) que em sua quinta edição, promete reunir os melhores ônibus de uma época do transporte.

Assim, como em edições anteriores, VVR é considerado por pesquisadores em transporte, um dos mais completos eventos do país, assim como a Exponi realizada em Curitiba.

Abaixo, uma breve entrevista com Kaio Castro - Presidente do Primeiro Clube do Ônibus Antigo Brasileiro e idealizador do projeto VVR.
..............................................................FOTO: RODRIGO SALLES - CLUBE DO TRECHO - DIVULGAÇÃO
Foto: Divulgação
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
REVISTA: Em que ano o evento e como foi?
KAIO: Em maio de 2004 a primeira exposição. Aconteceu no pátio da empresa de ônibus que gerenciava à época, hoje estou aposentado, por gostar de carros antigos e me perguntar: e ônibus antigos, existem? onde? Essa indagação teve início cerca de seis meses antes, período em que procurei e encontrei alguns ônibus antigos e então, em maio de 2004 tinha no pátio da empresa 11 ônibus expostos. Um ano e meio depois, quando resolvi realizar o encontro novamente, a constatação do sucesso anterior: novembro de 2005, foram 30 ônibus antigos.

REVISTA: Porque o nome VVR?
KAIO: Pensei muito para chegar a esse nome, "Viver, Ver e Rever", essa é a verdade. É um título que nos remonta ao passado e acabou sendo muito bem aceito. Sua mensagem é: "É nossa intenção: VIVER oque foi vivido, VER o que foi visto e REVER o que foi feito, o quanto evoluimos e o quanto ainda podemos caminhar pra frente"

REVISTA: Quais são os principais desafios para criar um evento como esse?
KAIO: Conquistar a credibilidade junto aos possíveis patrocinadores, colaboradores e apoiadores. O evento além de uma mão de obra e tanto, demanda custos que somente são vencidos pelos patrocínios. Felizmente, desde 2007, contamos com a Mercedes-Benz do Brasil Ltda., sem essa companhia não teríamos chegado onde chegamos.


REVISTA: Qual é a importância do evento para setor de transportes?
KAIO: Não só para o setor de transporte mas para a nossa cidadania, nossa brasilidade, nossa cultura. Costumo dizer que: "A valorização do ontem, o resgate do passado, refletem nas atitudes de respeito ao presente, preservando o bem público e privado".

 

Retirado da: Revista do ônibus.

Nenhum comentário: