sábado, 14 de novembro de 2009

Prefeito do Rio quer impor regras ao transporte padronizando a pintura de toda a frota

A primeira semana deste mês de novembro já começa com um grande dilema para o transporte carioca. Padronizar toda a frota urbana da cidade é a meta da prefeitura do Rio já para 2010. Mas calma ae. Algum passageiro foi consultado sobre isso? Afinal, eles são clientes do serviço de transporte, e nada mais justo que uma pesquisa de satisfação, não é mesmo? Como a prefeitura não pensou nisso, nossa equipe já disponibilizou uma enquete para que os passageiros votem se querem ou não a padronização do serviço urbano de passageiros. Eu particularmente, não quero. Nada contra, alias, tudo contra....

FOTO: DIVULGAÇÃO MERCEDES-BENZ
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Viajando por várias cidades de norte ao sul deste imenso Brasil, percebi que em alguns lugares onde o serviço foi padronizado, não melhorou em nada, culpa exclusivamente de uma política pública para o transporte atrasada e péssimamente aplicada.

Em um grande evento na Zona Sul do Rio de Janeiro há algumas semanas, na estréia de um novo serviço executivo de ônibus na cidade, o então prefeito Eduardo Paes abriu a boca para dezenas de empresários de ônibus e representantes de transporte para informar que pretende acabar com o fluxo de veículos na Avenida Rio Branco, e transforma-la em grande aquário. A final de conta, vamos ter no Centro do Rio de Janeiro os mesmos péssimos serviços das Barcas S/A? Não sei qual dos modais que o passageiro mais sofre, se é o trem lotado, onde são chicoteados e tratados pior que gado, se nas Barcas onde o povo sofre com a falta de informações e os diversos problemas de manutenção atrasos e tudo mais, ou os nossos ônibus, cada vez menores e lotados.

Estou rezando para estar vivo até 2016, para simplemente ver o que os políticos, empresários e a sociedade carioca irão fazer para melhorar a mobilidade urbana na cidade. Falta iniciativa pública e também privada para investir em tranporte de massa, trem, metrô e ônibus articulados e bi-articulados. Falta integração completa em toda a cidade e na Região Metropolitana.

Será que é difícil entender que um ônibus articulado consegue transportar muito mais pessoas que um simples automóvel 1.0 que circulam na Avenida Brasil, Linha Vermelha e tantas outras vias expressas da cidade? Em uma cidade onde helicópteros são abatidos, ônibus articulados, podem e acabarão sendo reféns de ações dos bandidos e queimados como tantos outros ônibus.

Leia abaixo o novo decreto do prefeito do Rio, sobre o transporte publicado na data de hoje.

O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela legislação em vigor,

DECRETA:

Art. 1º. Fica estabelecido o prazo de 60 dias para que a Secretaria Municipal de Transportes – SMTR apresente plano de uniformização das cores dos veículos que compõem a frota do sistema de transporte público de passageiros por ônibus no Município do Rio de Janeiro.

Art. 2º. Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação. Rio de Janeiro, 3 de novembro de 2009; 445º da Fundação da Cidade.

EDUARDO PAES

===============

Faço aqui uma pergunta, o senhor Eduardo Paes, morador da Barra da Tijuca, bairro onde vivo atualmente, vai para a prefeitura da cidade no Centro de ônibus urbano? Em um desses (175) Barra x Central sem ar condicionado? Claro que não? Afinal ele é o prefeito da Cidade Maravilhosa não é mesmo? Será que as pessoas que estão na Secretaria Municipal de Transportes entendem de transportes? Viajam de ônibus coletivo pela cidade? Faço aqui um convite/desafio ao prefeito, seu secretário de transporte e demais envolvidos no setor do município a fazer uma viagem de ônibus com nossa equipe durante um dia.

Acredito que ao invés de pensar em fazer estudo para um plano de uniformização das cores dos ônibus da cidade, porque não sair dos seus gabinetes e ir onde o povo (eleitor) estar, e acompanhar de perto os problemas da cidade. Saúde, Educação e Transporte, precisam de mais ações objetivas do que ficar pintando ônibus, para mostrar ao mundo que o Rio possui um ótimo serviço de transporte, o que não é verdade, e o nosso prefeito Eduardo Paes sabe muito bem disso.

Mais cedo eu embarquei em um ônibus e ouvi o motorista comentando com cobradores e até passageiros sobre o novo decreto, pelo que pude perceber na viagem entre a Barra da Tijuca e Rodoviária Novo Rio, onde eu tinha reunião, é que ao invés de pintar os ônibus, o prefeito antes precisa viajar mais nos coletivos da cidade e propor políticas de transportes melhores, como por exemplo, reduzir o trânsito na cidade que está cada vez pior, bem semelhantes ao que vejo quando estou em São Paulo.

Fico aguardando a resposta da Secretaria Municipal de Transportes para o e-mail que encaminhei ao Prefeito Eduardo Paes e ao secretário do transporte, quero ver até quando vão demorar para me responder.

Nenhum comentário: