terça-feira, 10 de novembro de 2009

Vandalismo + Ônibus = Prajuízo.

O vandalismo no sistema de transporte de Curitiba dá um prejuízo de R$ 270 mil por mês à prefeitura, segundo levantamento da Urbanização de Curitiba (Urbs). Esse valor inclui a troca de vidros e janelas quebradas nos ônibus depredados e reformas nos sanitários e paredes pichadas nos terminais.

FOTO: RAFAEL XARÃO - PETROBUS - DIVULGAÇÃO
Clique para ampliar
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
No domingo, dia 25, 28 ônibus foram depredados após um jogo de futebol. Os veículos atingidos são os mais recentes da frota da cidade. "São custos absurdos, que não podem ser pagos pela sociedade. O verdadeiro custo do vandalismo é o do medo e do risco", afirma o presidente da Urbs, Marcos Isfer.

Ainda segundo informações da Urbs, a reposição de vidros de janelas de ônibus riscados até setembro deste ano custaria em torno de R$ 2,2 milhões. São quase 2 mil veículos circulando.

O presidente da Urbs afirma que a fiscalização da empresa e as forças policiais estão trabalhando no combate ao vandalismo.

"Precisamos de uma mobilização maior, que envolva a sociedade como um todo, que envolva poder público e iniciativa privada para que possamos acabar com o vandalismo. Estamos preparando sugestões para que possamos atuar com eficiência", disse.

Com informações da Prefeitura de Curitiba

Nenhum comentário: