segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Tarifa de ônibus de São Paulo pode ser de R$ 3,00 em janeiro diz Kassab

0 comentários
O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), disse, nesta quarta-feira, que a Secretaria Municipal de Transportes apresentou um projeto - há cerca de 10 dias - que tem o objetivo de aumentar a tarifa de ônibus para R$ 3. O custo atual da passagem é de R$ 2,70.

"Houve um encaminhamento há algumas semanas, há uns dez dias, de parte do secretário de Transportes, pleiteando uma tarifa de R$ 3. Está sendo discutido, junto com a Secretaria de Planejamento, para que possa ser analisado se é atendido ou não esse valor, e, caso não seja atendido, qual será o valor do subsídio. Vamos aguardar agora os estudos técnicos", disse Kassab na inauguração de uma Unidade Básica de Saúde (UBS) em Marsilac.

O prefeito também afirmou que não há previsão de resposta ao projeto.

Com informações do terra

sábado, 18 de dezembro de 2010

Nenê Constantino vai ao hospital voltará a prisão ainda hoje

0 comentários
O empresário Constantino de Oliveira, o Nenê Constantino, fundador da Gol, continua preso, mas teve liberação da Justiça do Distrito Federal para ir a uma consulta médica, em um hospital da cidade. Nenê foi levado com escolta policial e não há informações sobre o motivo da consulta. Ainda nesta quinta-feira, o empresário deverá voltar para o Centro de Detenção Provisória (CDP). Até o fim desta tarde, seus advogados não haviam enviado um pedido de habeas corpus para o Tribunal de Justiça do DF.

Constantino é acusado de encomendar o assassinato de seu ex-genro Eduardo Alves Queiroz, em 2008. De acordo com a apuração da Polícia Civil local, um homem desconhecido que estava em uma parada de ônibus próxima à Viação Planeta, da qual Constantino é proprietário, atirou cinco vezes contra o carro de Queiroz quando ele saía da empresa. Um dos tiros atingiu somente a jaqueta de Queiros e ele sobreviveu. Meses antes de sofrer o atentado, Queiroz teria discutido com o sogro sobre os negócios da família.

Constantino foi detido na quarta-feira durante uma audiência no Fórum de Taguatinga, região administrativa do Distrito Federal, sobre o processo do assassinato de Márcio Leonardo de Sousa Brito, no qual o empresário também é réu. Em 2001, o rapaz foi assassinado com três tiros na porta de casa, em uma invasão na periferia do Distrito Federal. A acusação defende que Brito foi morto por pistoleiros a mando do empresário. A vítima era líder de um grupo que ocupava irregularmente o terreno de uma das empresas de Nenê Constantino.

Apesar do crime ter ocorrido há nove anos, a ação referente à morte do líder comunitário ainda está na fase de depoimentos de testemunhas de acusação - as de defesa serão ouvidas somente em março. Além do empresário, outras quatro pessoas são acusadas de envolvimento no assassinato do líder comunitário: João Alcides Miranda, João Marques Dos Santos, Vanderlei Batista Silva e Victor Bethonico Foresti, outro genro de Nenê.

Prisão - Na tarde de quarta, Nenê acompanhava a sessão sobre a morte de Brito quando o juiz leu a decisão do magistrado de Brasília a respeito da outra acusação. Às 23h, após fazer exames de corpo de delito e sem ser algemado, o empresário foi levado para o Departamento de Polícia Especializada (DPE), sede da Polícia Civil do DF, onde passou a noite. 

Por volta de zero hora desta quinta, Constantino foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória (CDP) da cidade. O ex-policial militar de Goiás José Humberto de Oliveira Cruz, acusado de ser o executor do crime, também está preso. Em 2009, após ser indiciado pela tentativa de homicídio, ele foi expulso da corporação por má conduta. 

Histórico - Constantino responde a outros processos na Justiça de Brasília por causas trabalhistas e problemas envolvendo uma de suas empresas, a Viação Planeta, que opera uma frota de cerca de 700 ônibus no Distrito Federal. O empresário também está envolvido no processo que tornou o ex-governador do DF Joaquim Roriz inelegível. Nenê é acusado de ter pago propina para o ex-governador em troca de benefícios a sua empresa de transporte público. Por causa dessa ação, Roriz renunciou ao mandato de senador em 2007 para fugir da cassação e, em 2010, foi enquadrado na lei da Ficha Limpa, ficando impedido de candidatar-se novamente ao governo da capital federal.

Com informações da Veja e Agências

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Busscar poderá ser leiloada para pagar dividas

0 comentários
O Sindicato dos Trabalhadores na Indústria Mecânica de Joinville espera que, até março, a Justiça determine oficialmente o leilão dos bens bloqueados das nove empresas da Busscar para pagar os salários atrasados de 3,1 mil funcionários. 

A expectativa do presidente, João Bruggmann, é de que o caso só seja resolvido pela Justiça. Na terça-feira, o juiz da 4ª Vara do Trabalho, Nivaldo Stankiewicz, determinou o pagamento, sob pena de multa.

A sentença determina que a fabricante de carrocerias de ônibus quite os salários atrasados, com juros e correção, em até 15 dias. Para Bruggmann, é difícil de acreditar que a dívida seja paga dentro do prazo.

– Por isso, se nenhum milagre acontecer, trabalhamos com a perspectiva do leilão judicial, que esperamos que comece em março.

O leilão dos bens seria a última medida judicial cabível para garantir o pagamento dos salários. A Busscar ainda tem 1,5 mil funcionários ligados à empresa joinvilense, que estão sem receber salários há nove meses.

De acordo com o presidente do sindicato, a dívida da Busscar com os funcionários é de pelo menos R$ 30 milhões. Pela avaliação dos bens, só as instalações da propriedade custam mais de R$ 84 milhões.

A Busscar tem oito dias para entrar com o recurso de embargo de declaração, que permite pedir esclarecimentos sobre a sentença, além de outros oito dias para recorrer da decisão judicial. Segundo o advogado da Busscar, Gilson Acácio, a empresa foi intimada ontem e ainda está em fase de análise de recurso.

Fonte: Buzunet

Ônibus da Brasil Sul apedrejado em Ponta Grossa

0 comentários
Na viagem de Maringa (PR) para Florianópolis (SC) o ônibus da empresa Brasil Sul, que partiu as 19:40 de Maringa foi apedrejado durante a viagem quando passava em Ponta Grossa (PR).

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Util chama atenção com seus ônibus coloridos e modernos

2 comentários
As rodoviárias do Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Santos, estão nas últimas semanas recebendo novos ônibus coloridos da empresa Util. 

Os modenos ônibus Marcopolo G7 1200 do serviço Mix (Plus leito) considerado Executivo e Leito, ou double service, estão chamando atenção de passageiro e admiradores de ônibus nas cidades por onde estão fazendo linha.

A empresa vem apostando alto na qualidade de seus serviços e para isso vem adquirindo novos e modernos ônibus como o da foto ao lado.

Além desse modelo, a Util ainda disponibiliza também os carros Animal Planet e CAMA em linhas como a Rio x Belo Horizonte e Rio x Santos, proporcionando ainda mais conforto durante as viagens.

A partir de agora, os passageiros que embarcarem em Minas Gerais, terão a opção de desembarcar no Terminal Rodoviário Novo Rio, ou em bairros e cidades da Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

Com a parceria entre a Util e Única isso será possível. Basta o passageiro compra sua passagem nas cidades de Belo Horizonte, Barbacena ou Conselheiro Lafaiete com destino a cidade imperial de Petrópolis, na região serrana do Rio. De lá, o passageiro embarcará nos ônibus a Viação Única que já opera linhas intermunicipais para Duque de Caxias, Campo Grande, Madureira, Nova Iguaçu, Ilha do Governador, Castelo (centro do Rio), Botafogo, Barra da Tijuca e Gávea.

O mesmo ocorre no sentido Rio x Belo Horizonte, Barbacena e Conselheiro Lafaiete em Minas Gerais, como informa a Util.

vale a pena verificar o regulamento da promoção, clicando aqui.

Fonte: Revista do ônibus

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

STS investe R$ 1 mi em sistema Deep Red

0 comentários
O consórcio STS investiu R$ 1 milhão na solução de sistemas de transporte coletivo Safe Bus, da porto-alegrense Deep Red.

Inaugurado nesta quinta-feira, 09, o projeto envolve soluções de software e hardware, ambas desenvolvidas pela empresa gaúcha. O objetivo é oferecer um monitoramento completo sobre os 496 ônibus da frota, na Zona Sul da capital.

Atualmente, 150 veículos estão equipados.

Segundo o gerente executivo do consórcio, Antônio Lovatto, não existe no Brasil uma solução com tantos parâmetros quanto a implantada no STS.

“Temos condições de saber desde atrasos até o tempo em que a embreagem ficou pressionada”, diz Lovatto.
Equipados com sensores de telemetria, GPS e GPRS, os ônibus enviam à central um relatório completo, monitorado por 14 operadores.

Em máquinas equipadas com duas telas, os controladores têm acesso à velocidade dos veículos, tempo de atraso entre paradas, trajeto percorrido, aceleração, consumo de combustível e outras informações.
As informações são exibidas em um mapa analítico com interface similar ao Google Maps e um sintético, em que as informações de vários veículos são exibidas ao mesmo tempo.

Nos testes, infrações como mudança da rota, ultrapassagens proibidas realizadas fora de corredores de ônibus e a velocidade acima da permitida foram detectadas.

“Cada vez que observamos algum problema, avisamos os motoristas”, explica Lovatto. O alerta pode ser sonoro, através de LEDs (luzes que acendem no painel) ou menagem de texto.

Um computador de bordo reúne as informações, que são enviadas à central a cada 10 segundos.

“Os veículos incluem também um botão de pânico, para questões de segurança ou outros problemas. Caso seja necessário um resgate do ônibus por falha mecânica, um socorro médico ou mesmo se houver um assalto, teremos condições de chegar lá mais rapidamente”, destaca o presidente do STS, Régis Born.

Mais informações para clientes

“Clientes do transporte coletivo já são beneficiados”, diz Adriano Rodenbusch, diretor de TI da Deep Red. “Mas poderão ser mais ainda, no futuro”, adianta.

Dados como integração com outras rotas que passam por um mesmo ponto, tempo restante para chegada de ônibus e previsão de horários poderão ser disponibilizados pela internet, em celular ou mesmo em certas paradas de ônibus.

“Infelizmente aqui no nosso país o público nem sempre colabora com a instalação de equipamentos em paradas de ônibus, mas poderíamos fazer parcerias com pontos estratégicos para os passageiros, como shoppings, universidades ou até estabelecimentos comerciais próximos de paradas”, explica  Rodenbusch.
Em Porto Alegre a UniRitter já tem um painel instalado e em fase de testes.

Parâmetros ajudam na economia

Segundo Anderson Reis, diretor de engenharia da Deep Red, a empresa também ganha – o consumo com diesel, por exemplo, já chegou a cair 17%.

“Esse é um caso extremo, mas em empresas que não fazem qualquer controle se pode esperar até 10% de economia”, disse Reis.

“Tambor de freio, pneu e outras partes do ônibus que exigem manutenção também são menos castigadas em função do monitoramento”, complementa Nilton Maicá, diretor de atendimento e suporte da empresa de TI.
O Safe Bus já roda em 2,9 mil veículos no Brasil.

Além da frota da STS, cuja instalação estará completa em 60 dias, companhias em Pelotas, Rio de Janeiro, São Paulo e Registro (interior de SP), também utilizam a tecnologia.

O custo da operação varia para cada cliente, explicam os executivos.

Formado pelas empresas Trevo, Belém Novo, Viação Teresópolis Cavalhada e Restinga, o consórcio STS realiza uma média de sete mil viagens por dia, passando por 138 terminais na zona sul de Porto Alegre. A média de passageiros por mês é de oito milhões.

Criada há 12 anos, a Deep Red tem 102 colaboradores e trabalha com desenvolvimento de software e hardware. Além de empresas de transporte coletivo, seguradoras, bancos e empresas de crédito fazem parte da carteira de clientes.

Fonte: www.baguete.com.br

Rodoviária de Votuporanga será inaugurada nesta sexta-feira

0 comentários
O prefeito de Votuporanga, Junior Marão, inaugura nesta sexta-feira (10/12), às 17 horas, as obras de revitalização e modernização do Terminal Rodoviário “Prefeito Leônidas Pereira de Almeida”. Diversas autoridades participarão da cerimônia, além de convidados da comunidade em geral. 

A Prefeitura investiu aproximadamente R$ 300 mil no espaço, na melhoria das lojas, banheiros e também no forro e teto, nova iluminação e trabalho paisagístico. “Está sendo reformada toda a rodoviária, melhorando, principalmente, para a população e turistas que utilizam o espaço”, explica o prefeito. 

Os últimos detalhes estão sendo finalizados. Há também todo um trabalho de comunicação e identificação visual. Na área de embarque, a Prefeitura instalou quatro televisores LCD e longarinas para espera dos ônibus. 

A rodoviária conta agora também com um elevador para deficientes físicos. Há também um espaço de convivência com mesas, cadeiras e bancos. 

Com informações da Prefeitura de Votuporanga

TRT vai julgar dissídio dos motoristas e cobradores na próxima terça

0 comentários
O presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado do Ceará (Sintro), Domingo Neto, afirmou que as paralisações vão continuar. Se o dissídio não for julgado até o dia 18, a categoria vai votar em assembleia se será realizada uma greve geral.

Na última terça-feira, 7, a sessão foi suspensa porque o Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado (Sindiônibus) alegou que o Sintro não teria legitimidade para defender a categoria de motoristas e cobradores. O Sindiônibus alega que quem deve representar os trabalhadores é o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Fortaleza (Sintrofor). 

"Diante desse incidente processual, o Tribunal adiou o julgamento do dissídio até obter as informações reais sobre esse fato", afirmou o relator do processo, desembargador José Antonio Parente, que revelou já ter, agora, as informações necessárias para retomar o julgamento.

A reunião no Ministério Público do Trabalho segue nesta quinta-feira, 9, para definir representatividade de motoristas e cobradores no processo. Participam da audiência representante do Sintro, o Superintendente Regional do Trabalho, Papito de Oliveira, o procurador-chefe do MPT, Gérson Marques. O Sintrofor não enviou representante. 

Com informações do O Povo On Line

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Terminais rodoviários do Distrito Federal estão em péssimas condições

0 comentários
Na chegada do terminal de Taguatinga, há lixo por todo lado. Os restos das baias demolidas, onde ficavam os camelôs, não foram retirados. Na pista, pedaços de pau alertam para o bueiro sem tampa. As calçadas e bancos servem de abrigo para muitos moradores de rua, assim como a parte inferior da escada. 

As paredes são esburacadas e as caixas de esgoto não têm tampas. Madeira e jornal são utilizados para cobrir as janelas sem vidros. Lojas abandonadas viraram moradia para pombos. E carros particulares e táxis estacionam nas baias reservadas para os ônibus. 

Na rodoviária do Plano Piloto, buracos ameaçam a passagem dos ônibus. Uma das baias está tão comprometida que é perigoso entrar e sair. As calçadas estão desgastadas, os banheiros desativados e as escadas rolantes, quebradas. Existem muitas lixeiras, mas elas não dão conta do lixo produzido no local. 

A Secretaria de Transportes informou que, com o fim da greve da Novacap, os buracos devem ser cobertos em breve. O banheiro foi quebrado de madrugada, já foi consertado e reaberto. As escadas rolantes não suportam a quantidade de pedestres, apesar de manutenção diária. 

A administração de Taguatinga afirmou que ninguém tem permissão para ficar no terminal desativado - que só funciona para ônibus interestaduais agora. E que vai acionar o governo para tomar as providências cabíveis. 

Com informações da TV Globo

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Jotur e Paulotur concorrem para assumir novo transporte coletivo no Sul de Palhoça

0 comentários
O Prefeito Ronério Heiderscheidt (PMDB) assinou na tarde da última quinta-feira, 25, o decreto nº 1.210, que altera o itinerário, o quadro de horários e a oferta de serviço das linhas do Sul do Município.

No Sistema de Transporte de Palhoça, a linha 1, que liga a Pinheira a Ponte do Imaruim, vai disponibilizar para os usuários um total de 40 novos horários, com tarifa que vão de R4 2 a R$ 5.
Na linha 2, que liga a Enseada de Brito a Ponte do Imaruim, via BR 101, também terá um total de 40 novos horários, com valor da tarifa a R$ 2,25.

A novidade é a instauração das linhas circulares. Na linha 3, que liga o Sertão do Campo até a Passagem do Maciambu, passando pelas localidades de Morretes, Guarda do Embaú, Pinheira, Ponta do Papagaio, Praia do Sonho, foi criado o Sistema Integrado do Transporte Coletivo Municipal da região Sul. A tarifa estabelecida é de R$ 2.

O passageiro, que, por exemplo, utilizar o sistema circular (linha 3) poderá utilizar a linha 1 pagando apenas a diferença, no caso, R$ 3. Ainda ficou determinada no decreto a notificação das atuais concessionárias para que manifestem no prazo de 24 horas, a contar do recebimento da referida notificação, a possibilidade ou não, do cumprimento das condições impostas pela Administração.
"A nossa preocupação é melhorar o transporte coletivo de Palhoça. Queremos mais ônibus, tarifa menores, ônibus novos, adaptados, enfim, queremos oferecer um serviço de qualidade e de menor preço para os usuários", enfatiza o Prefeito.

Entre as exigências determinadas para a concessionária está o fornecimento de frota de veículos novos ou seminovos, com no máximo de dois anos de uso, adaptação para atender deficientes físicos, assento preferencial para idosos e câmeras de segurança.
Caso a empresa não possua as condições acima, deverá providenciar a comprovação documental da aquisição no prazo de 30 dias, com a respectiva incorporação à frota, no prazo máximo de 120 dias, ambos, contados da publicação do decreto.

Tanto a Paulotur como a Jotur, empresas que exploram o transporte coletivo no Município, responderam ao decreto lançado pela Prefeitura manifestando o interesse em continuar operando na Cidade.

A Paulotur, segundo o Diretor Juarez Nienköter, no entanto, não aceita as determinações do decreto e diz que vai pedir a revogação da medida na Justiça. Se isso acontecer, o novo sistema corre o risco de vir a ser instalado somente no ano que vem.
Segundo Juarez, as determinações são pontuais exatamente naquilo que a empresa Jotur pode atender. "Está existindo um favorecimento da Prefeitura à empresa Jotur. Querem com isso inviabilizar a nossa empresa", critica ele.

Problemas no Terminal Rodoviário Rita Maria

0 comentários
Goteiras e pedaços de granito e argamassa que estão se desprendendo das paredes e do teto. Esses são apenas alguns dos problemas do Terminal Rodoviário Rita Maria, em Florianópolis.


Obras emergenciais

 O prédio do terminal, uma das portas de entrada da Capital catarinense, deve passar por obras emergenciais. De acordo com a Defesa Civil, trata-se de reparos pontuais de prevenção que, se feitos rapidamente, não representam perigo aos usuários.

O Deter, que administra o local, constatou a precariedades na infraestrutura do prédio e solicitou que a Defesa Civil fizesse vistorias. Depois de dois laudos técnicos — um do Deter e outro da prefeitura — um decreto foi assinado pelo prefeito Dário Berger concluindo que o terminal necessita de reparos urgentes para garantir a segurança dos usuários. — São questões bem pontuais, que não afetam a estrutura do prédio — garante Maximo Porto Seleme, diretor da Defesa Civil Municipal.

O custo dos reparos está estimado em, aproximadamente, R$ 700 mil, e as obras, que devem durar 45 dias, estão previstas para começar no final de dezembro. — Nosso medo é que pedaços de um centímetro que já caíram da argamassa não virem pedaços maiores que possam machucar alguém. É um trabalho de prevenção, e o terminal não vai ser interditado durante os reparos — explica Seleme.

Desde que foi fundado há 29 anos, a estrutura do prédio nunca passou por uma reforma, apenas reparos foram feitos nos banheiros, restaurante e lanchonetes. As 170 telhas, que pesam 37 toneladas cada uma, apresentam desgaste natural em decorrência da localização do edifício.

Segundo Seleme, a maresia (vento com salitre), típica de áreas perto ao mar, exige que a manutenção seja feita periodicamente, o que nunca foi feito. Para o presidente do Deter, Altamir José Paes, o Estado não tem competência para administrar o Terminal Rodoviário Rita Maria. — O Estado não está preparado e, por isso, o local não tem a manutenção que deveria ter. Foi uma situação de comodismo em que ninguém se comprometeu com a segurança do lugar. A saída é abrir uma concessão para a iniciativa privada, que teria melhores condições de administrar o terminal — afirma.
Apesar do caráter emergencial das obras, Altamir Paes garante que os usuários e trabalhadores do terminal não correm risco de se machucarem.

Segurança também preocupa

 A falta de segurança no Terminal Rita Maria é apontada por usuários, lojistas e Deter como um dos principais problemas no local. Com uma área de mais de 15 mil metros quadrados, apenas dois vigilantes cuidam da segurança durante a madrugada, das 19h às 7h.
De dia, um vigilante fica no estacionamento. De acordo com o gerente do Deter, Nildo Teixeira, não se vê policial fardado dentro do Rita Maria: — Não adianta tapar o sol com a peneira, pois segurança aqui realmente não existe — lamenta.

Ele explica que há um uma companhia da Polícia Militar no anexo do terminal, mas não há apoio na segurança para os usuários. O taxista Jurandir Acelino, 59 anos, também afirma que não há policiamento. — A segurança aqui é problemática. Só vejo PM aos domingos para multar os carros — conta Jurandir.

De acordo com o comandante da área central de Florianópolis da Polícia Militar, tenente Vieira, cinco policiais fazem a ronda preventiva. À noite, são mais dois que cuidam da segurança no terminal: — Em um ano, somente duas ocorrências criminais foram registradas no Rita Maria. Aqui não há mais concentração de pedintes e moradores de rua, que usavam os espaços para dormir. Para mim, o terminal é quase uma fortaleza — diz.

Segundo piso em melhores condições

 As lojas do segundo piso do Rita Maria pouco se parecem com os estabelecimentos que ocupam o andar de baixo. Se no andar térreo, a reclamação de quem trabalha diariamente no local é, principalmente, quanto às goteiras, no piso superior a vendedora Mari Pereira, 30 anos, diz que nem sabia que a rodoviária tinha esse problema: — Aqui em cima não tem goteira.

O segundo piso, que, ao contrário das outras lojas da rodoviária, está decorado com enfeites de Natal, é preparado para receber duas plataformas elevatórias para garantir acessibilidade. Elas já foram compradas e devem estar funcionando a partir do dia 15. Os equipamentos foram adquiridos por causa das salas que vão abrigar órgão públicos. Após essa transferência, 20 mil pessoas devem circular diariamente pelo terminal.

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Sistema de transporte de Curitiba pode estar a beira do colapso

4 comentários

 Um dos sistemas de transportes mais importantes do país, que já foi referência para outras cidades vem sendo alvo de críticas nos últimos meses. Estaria Curitiba a beira de um colapso no transporte? A afirmação vem de um rodoviário da cidade que terá sua identidade preservada. De acordo com o motorista, muitas das reclamações sobre velocidade não são reais, já que o sistema de velocidade máxima é controlada nos ônibus da cidade, onde os veículos segundo ele não passam de 60km/h.

FOTO: RODRIGO CARVAS - DIVULGAÇÃO
Foto: Divulgação
Ainda segundo o rodoviário que é motorista na cidade, as tabelas de horários estão sendo mal confeccionadas, com horários apertados, obrigando os motoristas a acelerar o tempo de viagem, em alguns casos causando acidentes já noticiados aqui na Revista do Ônibus. Ainda de acordo com o rodoviário, muitos motoristas estão se afastando do serviço devido ao tenso trabalho estressante, sobrecarregando todos, já que de acordo com o rodoviário a inclusão de novos profissionais ocorre de forma lenta.

Acidentes constantes, veículos velhos e com falta de manutenção, além de inúmeros assaltos e pequenos furtos vem deixando o sistema com baixa credibilidade na cidade. Outro fator que vem deixando o trânsito lento é o crescente número de veículos nas ruas da Curitiba, prejudicando quem precisa utilizar os ônibus, já que os coletivo enfrentam trânsito lento principalmente nas linhas centrais. 

Fonte: Revista do Ônibus

Após pane elétrica trólebus voltam circular em São Paulo

0 comentários
A situação dos trólebus no centro de São Paulo foi normalizada às 14h15 desta segunda-feira (22), segundo a SPTrans informou por meio de nota. Uma pane na linha de trólebus afetou o trânsito nas proximidades do Pátio do Colégio por volta das 12h. Segundo a CET (Companhia de Engenharia e tráfego), na praça da República com a avenida Ipiranga, os fios de trólebus caíram e bloquearam a faixa da direita. 

A pane na linha de trólebus forçou algumas linhas a se locomoverem “no embalo” em alguns trechos, segundo termo usado pela SPTrans, empresa que administra os ônibus no município, em nota à imprensa. A assessoria de imprensa da SPTrans afirmou que em frente ao Pátio do Colégio os ônibus passavam pelo trecho sem energia apenas com o que restava de velocidade. Quando a o ônibus para depois de perder o embalo, o motorista descia do ônibus e restabelecia o contato com a rede elétrica manualmente, de acordo com a descrição da SPTrans, que garantiu que o procedimento é seguro. 

Com informações do R7, SPTrans e AE

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Em Belo Horizonte, ônibus circulam com combustível menos poluente

0 comentários
Na última quarta, dia 10, representantes da Comissão de Acompanhamento e Avaliação do Proconve (CAP) estiveram na refinaria para avaliar o andamento da implementação da fase P-7 do Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores e saíram satisfeitos com os resultados.

Foto:  Armando Villela  - Divulgação
FOTO: ARMANDO VILLELA - DIVULGAÇÃO
– Estamos otimistas com o que vimos. A frota de ônibus já está circulando com o novo combustível menos poluente e as obras para a construção de uma nova refinaria que vai produzir o diesel S-10 já estão em estado avançado, o que deve garantir o cumprimento, dentro do prazo, de todas as etapas estabelecidas – afirmou o coordenador da CAP e gerente de Qualidade do Ar do Ministério do Meio Ambiente, Rudolf Noronha. 

A fase P-7 do Proconve prevê, a partir de 1º de janeiro de 2012, novos limites máximos de emissão de poluentes para os motores do ciclo Diesel destinados a veículos automotores pesados novos, nacionais e importados. 

Segundo a secretária de Mudanças Climáticas e Qualidade Ambiental do MMA, Branca Americano, o fato de a CAP ter se reunido dentro de uma instalação da Petrobras é um claro sinal de que o governo federal não irá poupar esforços para que as próximas fases do Proconve sejam implementadas nos prazos previstos. 

– A melhoria da qualidade do ar nas cidades brasileiras está diretamente vinculada à melhoria dos combustíveis e ao aperfeiçoamento dos motores, de acordo com as regras determinadas pelo CONAMA. A CAP esteve na REGAP para acompanhar in loco as providências que a indústria brasileira está adotando para a fase P-7 do Proconve – afirmou a secretária que não pode participar da visita por motivos de agenda em Brasília. 

A missão da CAP é acompanhar todas as providências necessárias para que as novas fases do Proconve para veículos leves e pesados, que vão entrar em vigor a partir de 2012 até 2014, sejam efetivamente implementadas. A comissão é composta por representantes dos governos federal, estadual, municipal, iniciativa privada e organizações não governamentais, num total de 10 integrantes. 

Atualmente o diesel comercializado no interior do país possui 1.800 ppm (partículas por milhão) e nas regiões metropolitanas, 500 ppm. Em 2009, o diesel 50 ppm já começou a ser distribuído em algumas regiões do Brasil e espera-se que, em 2014, alcance todo o país, quando será iniciada a distribuição do diesel 10 ppm. 

De acordo com estimativas da indústria do petróleo, serão necessários US$ 6 bilhões para fazer as adequações necessárias nos combustíveis e nas refinarias para atender as próximas fases do Programa. 

Segundo Rudolf Noronha, está concluída a parte normativa de responsabilidade do Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP). Agora, a Comissão quer a comprovação do que foi feito. 

– A notícia que chega é muito positiva. As indústrias garantem que vão chegar nas datas com os veículos e os combustíveis prontos na rua. Para acompanhar, pedimos aos órgãos normativos e aos representantes dos executores (automóveis e combustíveis) que nos enviem relatórios com mensuração das providências, detalhamento de suas ações e cronogramas – disse Rudolf. 

Com informações do Ministério do Meio Ambiente

Veículos de todo o país, receberão chip de identificação

0 comentários
A partir de 2011, automóveis, motos, ônibus e caminhões de todo o país começam a receber o chip de identificação, que fornecerá informações em tempo real sobre os veículos. 

De acordo com o texto, o novo sistema, denominado Siniav (Sistema Nacional de Identificação Automática de Veículos), tem como principal objetivo inibir roubos e furtos, além de ajudar na gestão do tráfego e fiscalizar, por exemplo, o rodízio em São Paulo. O uso da etiqueta eletrônica (TAG) será obrigatório a partir de 2014. A infração será considerada grave, com multa de R$ 127,69, mais cinco pontos na carteira e retenção do veículo. As informações armazenadas nos chips --placas, número do chassi, localização, multas e vistorias pendentes-- serão captadas por antenas e transmitidas para os Detrans. As polícias estaduais também poderão ter acesso às informações, mas ainda não há definição de como isso será feito. 

Com informações da Folha

De olho nos BRTS, Volkswagen apresenta seu primeiro chassi articulado nacional

0 comentários
Volkswagen/MAN – Latin América apresenta o novo chassi para ônibus articulado 18-320 EOD

Veículo pertence a linha de 2012 de produtos da empresa, cuja divisão foi adquirida recentemente pela MAN. Outros modelos receberam novidades no sistema de embreagem e na capacidade de transporte.

O PAC da Mobilidade Urbana e os investimentos voltados para a demanda maior de transporte urbano gerada pela Copa do Mundo de 2014 e Olimpíadas de 2016, provam que a tendência dos deslocamentos dentro das cidades será predominantemente formada por BRTs – Bus Rapid Transit – corredores de ônibus exclusivos, realmente segregados, modernos e com possibilidade de pré-embarque, ou seja, pagamento de passagem e acomodação melhor antes mesmo da chegada dos ônibus.

Mais da metade dos projetos das cidades que receberão jogos do mundial de futebol contempla a construção do BRT: as explicações são óbvias. Os custos para um corredor de ônibus são muito menores em relação aos gastos para a construção de um monotrilho, VLT (Veículo Leve sobre Trilhos) ou do metrô convencional subterrâneo. As obras são mais rápidas, mais seguras e necessitam de menos intervenções no espaço urbano já concretizado, havendo menos desapropriações e remodelações da área que receberá o modal de transporte.

A necessidade de modernização dos transportes já é antiga. Mas parece que só com os eventos esportivos mundiais é que as autoridades públicas decidiram se mobilizar. Ou seja, se o Brasil não fosse país sede destas competições ao que parece os projetos de transportes andariam lentamente como o trânsito nas grandes cidades, que sempre priorizaram o meio individual de deslocamento.
Tais projetos, mesmo sendo tarde, representam oportunidades de negócios para muitas empresas e fabricantes.

E não atender aos pedidos que serão gerados pela instalação dos BRTs seria perder o bonde da história nos ônibus do Brasil.

Por isso que a Volkswagen/MAN – Latin América, apresentou o novo chassi para ônibus articulado 18-320 EOD.

Por ser de alta demanda, a grande maioria dos corredores terá como prestadores de serviços ônibus articualdos e a marca, que quer se consolidar como vice líder no mercado e se aproximar da líder Mercedes-Benz, era a única que ainda não tinha esta configuração de chassi. Volvo, Mercedes e Scania já oferecem este tipo de ônibus.

Prevista para ser vendido como linha 2012 da Volks/MAN, o chassi tem motor de 320 cavalos de potência e conta também com suspensão pneumática com sistema de ajoelhamento para facilitar embarque e desembarque, segue todas as mais modernas normas de acessibilidade e conforto e recebe carrocerias de piso alto com elevador de até 18,20 metros de comprimento.

Segundo a Assessoria de Imprensa da marca, há novidades também em outras categorias de ônibus;
Na linha de micros, o 9-150 ganha a versão Pluss, com PBT de 9,2 toneladas, o que representa mais capacidade de peso e possibilidade de receber carrocerias maiores. Os motores são Cummins e MWM.
O médio 15-190 e o convencional 17-230 receberam novas caixas de transmissão. Com isso, os frotistas podem escolher entre as marcas Eaton e ZF.

Os rodoviários 18-320 também tiveram alterações no sistema de embreagem. A troca de marchas é feita com auxílio do sistema servo-assistido, que consiste em dois cabos que reduzem o esforço do motorista nas trocas de até 60%.

A alavanca de troca foi reposicionada de acordo com a ergonomia do posto do motorista que foi atualizada.
A suspensão pneumática, amortecedores e freios foram reforçados para receber carrocerias de maior peso com mais segurança.

De acordo com a Volkswagen, o mercado de ônibus respira bons ares. Em outro, a montadora vendeu 946 chassis, é o segundo maior volume de vendas na história da empresa, que começou em 1993, com a comercialização do 16-180.

Esse volume do último mês de outro representa uma participação no mercado da marca de 31.2%.

Adamo Bazani, jornalista da CBN e busólogo.
Fonte: ÔnibusBrasil.com

domingo, 14 de novembro de 2010

Tarifa de ônibus em Cuiabá vai custar R$ 2,50 a partir deste domingo

0 comentários
As passagens do transporte coletivo em Cuiabá e Várzea Grande vão ficar mais caras, a partir deste domingo (14). O reajuste foi definido nesta terça-feira pelas prefeituras das duas cidades e pela Agência de Regulação de Serviços Públicos Delegados de Mato Grosso (Ager-MT).

No mês de julho o Conselho Municipal de Transportes havia aprovado o reajuste de 9% na passagem dos coletivos que circulam na capital. Na época o aumento foi suspeso. Agora os passageiros da Grande Cuiabá devem preparar os bolsos.

Em Cuiabá, o reajuste foi fixado em R$ 2,50. Já em Várzea Grande os passageiros pagarão R$ 2,40. O mesmo valor será cobrado pelo transporte intermunicipal, que inclui os ônibus que fazem o trajeto entre Cuiabá e Várzea Grande.

Outros aumentos
A Agência Nacional de Transportes Terrestres (Ager) aprovou também o reajuste das passagens de ônibus interestaduais e internacionais com percurso de até 75 quilômetros. Os chamados transportes rodoviários semiurbanos, ficaram 1,195% mais caros desde do dia 25 de julho. Para as linhas de maior percurso, o reajuste já esta em vigor desde o dia 1º deste mês. O aumento foi de até 2,13%.

Fonte: Expresso MT

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Agrale vai mostrar linha de chassi leves e médios na 8ª FetransRio

0 comentários
Foto: Matheus C. Barbosa -  Divulgação
A Agrale S.A. participa da 8ª Fetransrio (Feira Rio Transportes) e da 14ª Etransport (Congresso sobre Transporte de Passageiros), que serão realizados entre os dias 10 e 12 de novembro, na Marina da Glória, na cidade do Rio de Janeiro. A empresa apresenta dois dos seus principais modelos de chassis desenvolvidos para o transporte de passageiros, o MA 9.2 e MA 15.0, que proporcionam mais conforto e menor desgaste para o operador e robustez para enfrentar as condições severas das aplicações urbanas. 

Líder há 12 anos no mercado brasileiro de chassis leves de ônibus, a Agrale desenvolveu uma família de produtos destinados aos segmentos urbano, rodoviário, intermunicipal, escolar, fretamento e turismo. Os modelos são reconhecidos pela versatilidade, melhor aproveitamento do espaço para a configuração da carroceria e, consequentemente, maior capacidade para o transporte de passageiros, além de serem versáteis, econômicos e com baixo custo operacional. 

MA 9.2 com nova transmissão ZF 
Desenvolvido para atender o segmento de mini e micro-ônibus, o chassi Agrale MA 9.2 tem como novidade a transmissão ZF 5S420, de cinco velocidades. A nova transmissão possui escalonamento de marchas específico para a melhor utilização das características de torque e potência do motor MWM International Acteon 4.12 TCE de 150 cv.

Como itens de série, possui direção hidráulica ZF e opção de transmissão automática de cinco marchas, e suspensão pneumática, que garantem maior conforto, segurança e agilidade no trânsito urbano, além de reduzir o estresse do operador. Considerado ideal para a aplicação urbana em condições severas, o chassi MA 9.2 atende às necessidades dos frotistas e operadores de transporte, especialmente nos horários de "pico", períodos nos quais a demanda de passageiros geralmente excede a capacidade dos micro-ônibus tradicionais. Também permite melhor utilização do espaço no salão de passageiros e pode receber carroceria de até 8.400 mm de comprimento. 

Com espaço para transportar 31 pessoas sentadas na versão urbana, possui eixos Meritor, com capacidade de carga de 3.200 kg, na dianteira, e 6.000 kg, na traseira. O posicionamento mais à frente do eixo dianteiro permite configuração da carroceria com porta de acesso avançada, que proporciona ao motorista controlar a circulação de passageiros e exercer a função de cobrador. 

Chassi Midibus Agrale MA 15.0 
O Agrale MA 15.0 faz parte da linha de chassis desenvolvida para o segmento Midibus. Indicado para aplicações urbanas ou intermunicipais de curtas e médias distâncias, o chassi é equipado com motor eletrônico MWM International 4.12 Acteon TCE de quatro cilindros, com 185 cv de potência e torque de 680 Nm. Com capacidade para transportar até 46 passageiros sentados, na versão urbana, o modelo tem câmbio Eaton de seis marchas, eixos Meritor, sistema de direção ZF e permite carrocerias de até 11 metros de comprimento. 

Com informações da Agrale
FOTO: GABRIEL SHIMITT - DIVULGAÇÃO 

Prefeitura do Rio anuncia novo ônibus para cidade com capacidade para 160 passageiros

0 comentários
O prefeito do Rio, Eduardo Paes, ao lado do ministro dos Esportes, Orlando Silva, apresentou na manhã desta terça-feira (9) à imprensa o modelo de ônibus articulado que vai ser utilizado na Transoeste, o primeiro BRT (Bus Rapid Transit) da cidade, que vai ligar a Barra da Tijuca a Campo Grande, passando pelo Túnel da Grota Funda. Com design moderno e arrojado, o veículo, apresentado no canteiro de obras onde será escavado o Túnel da Grota Funda, no Recreio dos Bandeirantes, conta com piso elevado a 90 cm do solo, portas do lado esquerdo, sem catraca interna e capacidade para 160 passageiros, os ônibus articulados farão o trajeto Campo Grande-Santa Cruz-Guaratiba-Recreio-Barra da Tijuca, gerando mais conforto aos passageiros e uma economia de mais de 1 hora no tempo de viagem. Os veículos atendem aos critérios estabelecidos no contrato de licitação das linhas de ônibus, que regulamentou a operação do sistema de transporte rodoviário da cidade e implantou o Bilhete Único Carioca. Os secretários da Casa Civil, Pedro Paulo Carvalho Teixeira; de Transportes, Alexandre Sansão, e o de Obras, Alexandre Pinto da Silva, além do presidente do Rioônibus, Lélis Teixeira, acompanharam o prefeito durante a exibição do ônibus articulado. 

Criado em Curitiba mas exportado para diversas cidades, tais como Bogotá, Pequim e Johanesburgo, o BRT consiste num sistema de transporte público com ônibus articulados que circulam em vias segregadas e por isso operam em velocidade maior do que uma linha de ônibus comum. O embarque de passageiros se dá em estações com plataformas compatíveis com o piso dos veículos, reduzindo o tempo de embarque e os bilhetes são vendidos antecipadamente, como acontece no transporte sobre trilhos. Por operar de forma troncal, os BRTs contribuem decisivamente para o reordenamento do sistema de transporte de uma cidade. 

A apresentação do modelo do ônibus articulado foi feita no local onde ocorre abertura do Túnel da Grota Funda - uma das etapas mais importantes da implantação da TransOeste. As obras desse corredor de BRT que vai ter 56 km de extensão e ligar a Barra da Tijuca a Campo Grande, orçadas em R$ 800 milhões, começaram há mais de dois meses e fazem parte do pacote viário que vai preparar a cidade para a Copa de 2014 e Jogos Olímpicos de 2016. 

A opção pelo transporte público é importante não só para melhorar os níveis de mobilidade urbana como a sustentabilidade dos grandes conglomerados urbanos. Uma pessoa sendo transportada por um automóvel, por exemplo, emite 17 vezes mais gases poluentes totais do que uma pessoa realizando a mesma viagem em um ônibus convencional. Quando comparamos com um ônibus articulado a relação é ainda maior. Uma pessoa realizando uma viagem dentro de um ônibus articulado emite o equivalente a 97% menos poluição do que uma pessoa que viaja de automóvel. Uma pessoa realizando uma viagem de motocicleta possui uma emissão 65 vezes maior do que a mesma pessoa que se desloca por um ônibus articulado. 

O consumo de energia relativo por passageiro que se desloca em uma viagem de ônibus articulado é 92% menor do que o de um passageiro que se desloca por automóvel. É importante frisar que esses dados referem-se aos veículos atualmente comercializados no Brasil. No entanto, a partir de janeiro de 2012, todos os veículos articulados comercializados no país passarão a ter níveis de emissão ainda mais rígidos, quando entrarão em vigor os novos padrões nacionais de emissão de gases poluentes, o Euro V. Atualmente todos os ônibus articulados e ônibus convencionais atendem aos padrões Euro III. A redução dos níveis de emissão de gases com a entrada dos novos padrões Euro V em 2012 para os ônibus articulados será 50% ainda menor. 

Barra da Tijuca – a via vai se estender por mais seis quilômetros do Terminal Alvorada até o Jardim Oceânico, onde vai se ligar à Linha 4 do Metrô. Neste trajeto, os BRTs circularão pelas faixas centrais da Avenida das Américas até o shopping Downtown. Neste ponto, o BRT fará uma grande curva para seguir pela Avenida Luiz Carlos Prestes (Via Parque), de onde atravessará o Canal de Marapendi por uma nova ponte que será construída, desembarcando atrás do Condado dos Cascais. Está prevista, ainda, uma passagem subterrânea para pedestres com cerca de 150 metros, que ligará o desembarque/embarque do BRT neste terminal até a estação do metrô – que está sendo construída no subsolo da Avenida Armando Lombardi, em frente ao shopping BarraPoint. 

Santa Cruz – antes o BRT terminava na Estrada da Pedra. Com a adequação do projeto, a via se prolonga por mais sete quilômetros pela Rua Felipe Cardoso, até a estação de trem de Santa Cruz. 

Campo Grande – uma via de 11 quilômetros será construída na Avenida Cesário de Mello até a estação de Campo Grande. 

Com informações da Prefeitura do Rio de Janeiro
FOTO: LEANDRO DE SOUZA - ESPAÇO DO TRANSPORTE - DIVULGAÇÃO

Em 2011, tarifa de ônibus de Curitiba devem ficar mais cara

0 comentários
As recentes mudanças nas regras do sistema de transporte público de Curitiba, em que as empresas passaram por uma licitação e devem cumprir determinadas regras para continuar a explorar as linhas de ônibus que operam na cidade, abrem a possibilidade de aumento da tarifa dos ônibus, deixando os usuários preocupados. O preço da passagem hoje é de R$ 2,20 e o último reajuste aconteceu em janeiro de 2009, quando o valor era de R$ 1,90.

Em entrevistas para uma rádio da capital, ontem, o prefeito de Curitiba, Luciano Ducci, e o presidente da Urbanização de Curitiba S/A, Marcos Isfer, deixaram escapar que pode haver esse reajuste. 


O prefeito disse que “haverá uma análise em todas as planilhas para verificar se existe a possibilidade de aumento”. Isfer reforça esta probabilidade de subir o preço porque “em fevereiro é o mês de reajuste do salário dos motoristas e cobradores e isso pode contribuir para a alta na tarifa”.

Com informações do Paraná On Line e Agências
Fonte: Revista do Ônibus

Caio Solar Foz chega ao Rio para a 8ª FetransRio

0 comentários
Foto: Matheus C. Barbosa -  DivulgaçãoA Caio Induscar participa da 8ª FetransRio - Feira Rio Transportes, na Marina da Glória, Rio de Janeiro, nos dias 10, 11 e 12 de novembro.

No evento, a encarroçadora de ônibus expõe seu último lançamento, a carroceria Solar, desenvolvida para fretamento e transportes de curtas e médias distâncias. Também leva a o urbano Apache Vip, um Mondego articulado, o midi Foz Super e um Millennium 15 metros.

A carroceria Solar tem a maior largura da categoria, 2.600 mm, proporcionando maior conforto para os passageiros: mais espaço para movimentação no interior do veículo, diversas configurações e espaçamento, de acordo com a distribuição de poltronas. A largura do corredor supera o que é exigido por normas vigentes. 

O urbano Apache Vip é líder de vendas da encarroçadora por oferecer facilidade de manutenção, resistência, conforto e ergonomia, economia e maior visibilidade para o motorista.

Já o midi Foz Super, é um veículo versátil, possui peças internas em plástico, com excelente acabamento e fácil manutenção.

O articulado Mondego, ideal para sistemas BRT's (Bus Rapid Transit) e grandes corredores urbanos, e Millennium de 15 metros, entre outros diferenciais, têm menor custo por passageiro transportado e atendimento da demanda de forma mais equilibrada. 

A feira contará com cerca de 100 estandes e 70 ônibus, em seus 15 mil metros quadrados. Durante a programação, acontece o 14º Congresso sobre Transporte de Passageiros - Etransport, que aborda, em fóruns e painéis, assuntos relativos ao desenvolvimento sustentável para a mobilidade de pessoas, funcionamento racional das cidades e uso adequado das tecnologias disponíveis.

Para a Caio Induscar, é muito importante participar de eventos que contribuem com o desenvolvimento do transporte, facilitando a mobilidade de milhares de pessoas. 

Com informações da Caio Induscar
FOTO: CLÁUDIO PAZ - DIVULGAÇÃO 

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Novo BRT da Neobus com chassi Volvo chega ao Rio de Janeiro

0 comentários
Ele é assim moderno e bastante atraente, foi como definimos o mais novo modelo de ônibus urbano da Neobus.

O BRT Volvo do fabricante gaúcho, foi flagrado na Rodovia Presidente Dutra em Aparecida recentemente seguindo no sentido Rio de Janeiro, onde ficará exposto durante a 8ª FetransRio que começa no próximo dia 10 na Marina da Glória no Rio de Janeiro.

A Volvo e a Neobus ainda não divulgaram oficialmente o modelo, o que gera grande espectativa para o mercado de transporte carioca, que deverá nos próximos anos adquirir modelos articulados e bi-articulados para o transporte de passageiros durante os jogos da Copa de 2014 e das Olimpíadas de 2016.

A partir desta quarta-feira, nossa equipe estará trazendo as principais informações do evento. 

Fonte: Revista do Ônibus

domingo, 31 de outubro de 2010

Após vender rodoviários para o EUA, Caio Induscar está otimista com o mercado

1 comentários
A encarroçadora Caio Induscar já vendeu cinco unidades do modelo G3400, o Giro 3400 para uma das maiores concessionárias atuantes em Nova Iorque, nos Estados Unidos (EUA). O sucesso do produto brasileito em solo americano foi tanto, que a concessionária já encomendou outras oito unidades.

Em setembro, a encarroçadora paulista esteve presente em Chicago e participou da Buscon America's Convention for Buses (Convenção Americana para Ônibus), uma feira anual que reúne todos os encarroçadores americanos e a indústria local de itens para o segmento, incluindo fabricantes de chassis.

FOTO: DIVULGAÇÃO CAIO INDUSCAR
Foto: Divulgação
O modelo G3400, conhecido aqui como Giro 3400, segue padrão norte-americano, com 38 assentos, toalete, seis monitores de DVD, montado sobre chassis Freightliner. O modelo, muito bem aceito no exigente mercado, faz a encarroçadora projetar a exportação de um volume de 80 a 100 unidades para o país em 2011. 

Com informações da Caio Induscar

sábado, 30 de outubro de 2010

Nova frota 2011 da Auto Viação Catarinense

0 comentários
A frota da Auto Viação Catarinense é renovada periodicamente. São atualmente 400 veículos em constante manutenção para garantir sempre o máximo de qualidade, conforto e segurança. A área de manutenção tem controle 100% informatizado, desde a entrada no portão da garagem até o abastecimento.

Novas tecnologias também têm prioridade para a Catarinense. A fim de melhorar a qualidade, a segurança e o desempenho de sua frota, a empresa tem parcerias firmadas com os melhores fornecedores do segmento rodoviário, o que torna possível uma maior especialização dos setores técnicos e permite alcançar excelência em conforto e segurança.

A Catarinense incorporou 20 novos veículos à sua frota 2011, sendo quatro unidades para o serviço executivo e 16 unidades para os serviços convencionais. Equipados com motor Scania, os carros do modelo Paradiso 1200 G7da Marcopolo contam com nova parede de separação no formato curvo e porta de correr de maior abertura.

Com o que há de mais moderno em tecnologia no segmento, a nova frota garante ainda mais conforto. Além de bagageiros nas laterias com tampas de abertura com sistema pantográfico e exclusivo método de satélite no painel do motorista, os ônibus possuem poltronas de 1060mm de largura, porta revistas e porta copos individuais, oferecendo mais comodidade ao passageiro. E pensando no bem-estar de pessoas portadoras de necessidades especiais, foi instalada uma campainha sonora no interior do WC.

A Catarinense conta ainda com ônibus eletrônicos, com sistema Confort Shift e Opticruise de transmissão, além de freios ABS, que evitam que os pneus arrastem durante frenagens bruscas, mesmo em pista molhada. E há também o sistema Retarder, que reduz a velocidade do veículo sem a utilização dos freios convencionais, garantindo uma segurança ainda maior.

Prefeitura do Rio adia padronização dos ônibus

0 comentários
Foi divulgado na edição do Diário Oficial do Rio, nesta quarta-feira (27) as novas regras para a implantação do projeto de padronização visual dos ônibus, que agora terão consórcios que responderão por essas empresas em toda a cidade.

A cidade do Rio de Janeiro que já foi ícone do designer em pintura de ônibus deverá ter uma grande mudança no transporte que levará um certo tempo. De acordo com a prefeitura do Rio, essa mudança será feita em cerca de um ano. 

A cada mês, pelo menos 7,5% da frota terão que adotar o novo visual. Isso equivale a cerca de 700 carros por mês.

A entrada em operação dos coletivos com o novo padrão visual estava prevista para este fim de semana. Mas será adiado para o próximo fim de semana junto com o bilhete único.

Com informações do Globo

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Prefeitura de Palhoça abre processo de licitação para transporte coletivo

2 comentários
Estudo, segundo o Executivo, vê falhas nos serviços da Paulotur

Moradores da região Sul de Palhoça devem contar com uma nova empresa de transporte rodoviário coletivo. A afirmação vem da prefeitura, que decretou, nesta terça-feira, a abertura de um processo para substituir a Paulotur, que atualmente tem a concessão para realizar o serviço, em caráter emergencial. 

A região compreende as linhas na região que vai desde o Rio da Guarda do Cubatão até o Rio da Madre. A decisão foi tomada nesta terça, depois que o Executivo recebeu o parecer de um estudo realizado pela Superintendência de Transportes de Palhoça. 

Problemas

Por meio de sua assessoria de imprensa, a prefeitura divulgou que a pesquisa comprova "a má qualidade do serviço do transporte coletivo prestado pela empresa, somada ao alto valor das passagens e aos poucos horários disponibilizados para a população". 

Além disso, ainda conforme a prefeitura, nos veículos da Paulotur não são oferecidas as duas vagas gratuitas para os idosos. Representantes da empresa foram procurados pela Hora para falar sobre o assunto, mas não foram encontrados.

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Mais lento, ônibus 'verde' em testes gera polêmica no Rio

0 comentários
Em teste no Rio de Janeiro, um sistema que promete reduzir a quantidade de ruídos e gases poluentes emitidos pelos ônibus está dividindo a opinião dos passageiros. O dispositivo desliga automaticamente o motor do coletivo quando ele para em sinais de trânsito ou nos pontos. Apesar da contribuição para o meio ambiente, muitos usuários reclamam que a viagem está mais demorada.

Por enquanto, a experiência está sendo feita pela Viação Breda em três dos 30 ônibus da linha 497 (Cosme Velho x Penha). O motor é desligado em paradas longas, superiores a dez segundos.

A novidade não agradou a alguns passageiros. "Não concordo. De paradinha em paradinha, a gente perde pelo menos 10 minutos. Trabalho com pessoas doentes e não posso me atrasar de jeito nenhum", reclama a enfermeira Maria da Graça de Paula, 60 anos.

O estudante Severino Macena, 21 anos, tem opinião parecida. "Quando você está no ônibus, só quer chegar logo ao seu destino. Esta novidade ainda vai causar muita confusão", aposta.

Para testar o sistema, o jornal O Dia percorreu o trecho entre Cosme Velho e Praça da Cruz Vermelha nos dois modelos de ônibus. As viagens foram feitas no mesmo horário, mas em dias diferentes. O veículo convencional demorou 27 minutos para percorrer 6,5 km. Já o equipado com a nova tecnologia fez o mesmo trajeto em 33 minutos - uma diferença de seis minutos.

Especialistas creem que a novidade não vai gerar engarrafamentos. Segundo o engenheiro de transportes Alexandre Rojas, o veículo pode arrancar rapidamente após o motor ser religado. "A diferença na viagem é mínima ou nenhuma", explica. Ele ressalta que, com a tecnologia, o passageiro terá mais conforto.

"Tem menos barulho e menos calor do motor. Este tipo de ônibus é interessante tanto para a sociedade quanto para empresários, que economizam combustível", afirma. De acordo com ele, o motor dos veículos equipados com o novo sistema funciona na rotação ideal. Por isso, consomem menos combustível e emitem menos gases poluentes.

Segundo Guilherme Wilson, gerente de operações de mobilidade da Fetranspor, se a eficácia da novidade for comprovada, outras empresas serão estimuladas a adotá-la.

sábado, 23 de outubro de 2010

Encomendas de ônibus demoram para ser atendidas

0 comentários
Salvador, Rio de Janeiro e São Paulo são exemplos de cidades em que anda num ritmo frenetico a renovação das suas frotas, porem as encarroçadoras estão sobrecarregadas sem a presença da Busscar no mercado, o que faz com que encomendas de ônibus que seriam entregues em 2 meses passem até 6 meses para ser atendidas. O nosso mercado de encarroçadoras é bem concentrado e quando alguma entra em crise causa um colapso na produção de ônibus. No nosso mercado dominam algumas encarroçadoras:

  •   A Busscar que ficou meses parada e que só agora retoma aos poucos a produção
  •   A Comil que é vista como uma das esperanças do setor
  •   A Caio que lidera o ramo de urbanos, está abarrotada de encomendas, mas que ainda não tem muita expressão no setor rodoviário .
  • A Irizar que não atua no segmento urbano com produtos diferenciados de alto padrão
  • A Marcopolo que produz a toque de caixa os urbanos Torino e Senior Midi na planta da Ciferal do Rio de Janeiro e tem encomendas gigantes de rodoviários
  •  A Mascarello que tem crescido mas ainda precisa maior expansão para atender a demanda
  •   A Metalbus (Maxibus) que tem pouca participação no mercado, apesdar de registrar crescimento
  •  A Neobus que, apesar de ter veículos rodoviários, tem corrido para dar conta da demanda de urbanos.

  Fonte: Adamo Bizani [BLOG ÔNIBUS BRASIL]
  Edição e Texto: Gênesis Freitas - Buzunet

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

Novidades no Blog

0 comentários
Em breve a Bussmania estará publicando crônicas do transporte.

A ideia e cativar o leitor, com um humor realista e informativo do cotidiano (relacionado à ônibus).

Aguarde...

Portal MobFloripa comemora primeiro ano com ações na cidade

0 comentários
Promoção do 1º Networking em Mobilidade e Acessibilidade de Florianópolis e lançamento da versão 2.0 do Portal fazem parte das atividades.

No dia 22 de outubro, sexta-feira, o Portal MobFloripa (www.mobfloripa.com.br) - Guia de Mobilidade Sustentável e Acessibilidade de Florianópolis - completa o primeiro ano de existência e realiza uma série de atividades de comemoração na cidade. Criado com o objetivo de divulgar informações sobre mobilidade e acessibilidade, o portal aproveita a data para lançar sua versão 2.0 que oferece novas seções e funcionalidades que vão facilitar o deslocamento de cidadãos e visitantes da Grande Florianópolis. Entre as atividades comemorativas estão ações nos terminais urbanos e a realização do 1º Networking em Mobilidade e Acessibilidade de Florianópolis.

Um tour pela Mobilidade

A partir das 15 horas, dois ônibus preparados especialmente para o evento chegam ao TICEN, Terminal de Integração do Centro. Durante 40 minutos, a equipe do MobFloripa vai interagir com os usuários do sistema de transporte e transeuntes dando dicas sobre mobilidade. Na sequência, ainda em clima de comemoração, os ônibus partem com a equipe para realizar a divulgação nos terminais da Trindade - TITRI, de Santo Antônio de Lisboa - TISAN, de Canasvieiras - TICAN, da Lagoa - TILAG e do Rio Tavares - TIRIO.

O Networking

À noite, a partir das 20h, no Koxixo's Beer, na Beiramar Norte, o portal promove o 1º Networking em Mobilidade e Acessibilidade de Florianópolis, com o objetivo de incentivar a troca de experiências. Estarão presentes, apresentando projetos e ideias em mobilidade urbana, empresas como: a Segway Florianópolis, marca de patinetes motorizados; a PartyBus, que trouxe para a cidade o conceito do ônibus "balada"; a Floripa by Bus, que oferece passeios turísticos em um "open bus"; a Della Bikes, loja especializada em bicicletas; a ViaCiclo, Associação dos Ciclousuários da Grande Florianópolis; o Setuf - Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Florianópolis; a Mão Amiga, uma agência de veiculação de mídia nas linhas de ônibus municipais - e a Locomotos, locadora de motocicletas.

As comemorações de aniversário do Portal MobFloripa também pretendem contar com a participação de organizações não governamentais do setor da Mobilidade Urbana e da Acessibilidade, autoridades do setor de transporte do Município e do Estado, jornalistas e interessados no tema. "Queremos chamar a atenção das pessoas para as possibilidades de fortalecimento das formas de mobilidade que vão além dos automóveis. Nossa ideia é também contribuir com a construção de alternativas para melhorar a circulação das pessoas pela cidade", explica Claudia de Siervi, coordenadora do MobFloripa.

A editora geral do portal, Elizabeth de Siervi, define a proposta do MobFloripa como um instrumento para trazer novos elementos à mobilidade na cidade. "Sabemos que um portal sozinho não vai resolver os problemas de Florianópolis, mas o acesso a informações diversificadas e bem estruturadas pode contribuir para facilitar a locomoção das pessoas. O portal veio para tirar o melhor possível das opções existentes, trabalhando em parceria com os moradores e também com as organizações que atuam na área", afirma.

A nova versão do Portal

A versão 2.0 do MobFloripa chega com novas seções: Observatório de Trânsito, Estacionamentos, Pedestres, Dúvidas Frequentes, uma Agenda e enquetes sobre mobilidade e acessibilidade. Além destas novidades, o MobFloripa lançará a ferramenta "Ônibus no Celular", criada em parceria com a MovelBus, de Blumenau, que permitirá que o usuário baixe em seu telefone todos os horários de ônibus das linhas do transporte coletivo da capital, podendo fazer consultas posteriores sem precisar de Internet.
O portal contará ainda com um novo sistema de buscas, mais eficiente, que permitirá a visualização do próximo horário de saída de todas as linhas de ônibus municipais e indicação das principais referências situadas ao longo dos trajetos de cada linha. Outra novidade é o reforço da presença do MobFloripa nas principais redes sociais da Internet, como o Facebook, Orkut e o Twitter, e em ferramentas como o YouTube, o sistema RSS e o Blogger.

Sobre o MobFloripa

No MobFloripa o usuário encontra informações atualizadas diariamente sobre todas as linhas de ônibus que circulam pela cidade, táxi, transporte escolar, transporte aéreo, intermunicipal e rodoviário, aluguel e passeio de carros, embarcações, micro-ônibus, vans, motos, aéreo e helicópteros, entre outras. O MobFloripa conta ainda com seções voltadas aos caronistas, aos ciclistas e aos usuários com necessidades especiais. O portal oferece também mapas e as novidades locais, nacionais e internacionais sobre os temas da acessibilidade e da mobilidade urbana.

O projeto foi desenvolvido com independência e nasceu pela iniciativa de moradores da Capital que perceberam as dificuldades de seus filhos em realizar seus trajetos pela cidade com segurança, agilidade e autonomia. Desde seu lançamento, em outubro de 2009, recebeu a participação ativa de usuários, que contribuíram para seu aperfeiçoamento.

SERVIÇO
Aniversário do Portal MobFloripa
Tour pela Mobilidade: 15 horas, no TICEN
1º Networking em Mobilidade e Acessibilidade de Florianópolis: 20 horas, no Koxixo's Beer

Informações:
Dialetto Comunicação Estratégica
Michelle Araújo - michelle@dialetto.com.br
Telefone:
Celular: (48) 9144-0022

Coordenação MobFloripa
Claudia de Siervi - mobfloripa@mobfloripa.com.br

Polícia mata jovem que roubou ônibus em Goiânia

0 comentários
Um jovem de 24 anos foi morto pela polícia após roubar um ônibus, em Goiânia, Goiás. Segundo a mãe da vítima, ele era deficiente mental e usuário de crack. Ela contou que o sonho do jovem era trabalhar em um ônibus.

A vítima roubou o veículo que estava num terminal da cidade e o dirigiu por cerca de 30 km, sendo perseguido por quatro viaturas policiais. Câmeras de segurança de lojas registraram a perseguição. Os agentes dispararam 16 vezes contra o ônibus e seis balas atingiram o jovem. Segundo testemunhas, depois que o ônibus parou os policiais continuaram atirando.

Após a perícia policial, foi constatado que o jovem não estava armado. De acordo com o delegado Jorge Moreira o caso se trata de um homicídio e os autores dos tiros serão responsabilizados.
Fonte e vídeo: R7

Ônibus elétricos começam a circular pelas ruas de SP, Curitiba e Rio

1 comentários
SÃO PAULO - Uma novidade nas ruas de São Paulo, Rio de Janeiro e Curitiba. Ônibus elétricos começam a circular pelas capitais paulista, fluminense e paranaense. Os veículos com a nova tecnologia, bem menos barulhenta, já são usados na Inglaterra, na Suíça e no Canadá. Os motores elétricos lançam menos gases tóxicos no ambiente.

Em Curitiba, o modelo está sendo testado em uma das linhas mais longas e movimentadas da cidade. Depois, o ônibus será testado em São Paulo e no Rio de Janeiro. O coletivo funciona com dois motores: um a diesel, que é utilizado sempre que o veículo estiver em movimento, e outro motor, elétrico, que funciona nas freadas e arrancadas. O passageiro percebe a diferença entre um motor e outro. Quando acionado, o elétrico parece até que o veículo está desligado.


Segundo o fabricante, como o motor a diesel só é acionado quando o veículo ultrapassar dos 20km/h, a economia pode chegar a 35%. Uma pesquisa mostra que a maior parte dos ônibus convencionais passam a maior parte do tempo parados no trânsito, lançando gases poluentes. Por isso, o uso do motor elétrico nas freadas não é por acaso, já que a emissão de gases poluentes é cerca de 90% menor, porque o motor elétrico não solta fumaça.

Fonte: G1

Volvo prevê investimento de R$ 50 mi para ônibus híbrido

0 comentários
Transporte público com motor híbrido. Este é o objetivo da Volvo Bus Latin America para o Brasil nos próximos anos. E para iniciar a comercialização dos ônibus equipados com dois motores, um elétrico e outro a bio-diesel, a empresa prevê investimento de US$ 30 milhões (R$ 50 milhões) até 2012.

Esta foi a declaração do presidente da empresa, Luis Carlos Pimenta, ontem, durante apresentação do ônibus híbrido em São Paulo. O prefeito da cidade, Gilberto Kassab, estava presente no evento e mostrou interesse em estimular a implantação dos veículos no município.

Pimenta explicou que o veículo está em circulação em algumas cidades da Europa. "E o preço ao mercado de cada unidade por lá é de, aproximadamente, 46% a mais que um ônibus normal a diesel", destacou Pimenta.

Para o Brasil, a expectativa do principal executivo da companhia é que o valor gire em torno de 50% a mais do que um veículo igual, porém sem a tecnologia híbrida. Ele não revelou preço médio para o mercado nacional.

"Vamos iniciar os testes com o veículo híbrido em São Paulo e depois no Rio de Janeiro para analisar a viabilidade destes ônibus no Brasil", destacou o engenheiro de vendas da empresa, Fábio Lorençon.

FUTURO
Pimenta disse que o objetivo é produzir o ônibus na fábrica de Curitiba (PR). "Gostaríamos de trazer a tecnologia e também fabricar", disse.

Mesmo mais caro do que os ônibus convencionais, a Volvo realizou estudos com o híbrido e constatou que ele gera redução de 35% de consumo de combustível. Outro benefício do novo modelo é o decréscimo de, aproximadamente, 80% a 90% na emissão de poluentes.

sábado, 9 de outubro de 2010

Busscar: Produção recomeça depois de três meses

1 comentários
Depois de três meses paralisada, a produção de carrocerias foi retomada ontem, na Busscar. Parte dos funcionários (número não informado) trabalha na finalização de 25 ônibus que aguardam componentes na linha de produção.

Omaterial necessário foi comprado com uma fatia dos R$ 6,5 milhões que a empresa obteve do Bic Banco por meio da alienação de três terrenos. A fabricante de carroceiras investiu R$ 1,5 milhão para conseguir retomar a produção. Outros R$ 2,5 milhões foram utilizados para pagar a primeira parte do 13° salário de 2009 a cerca de 3 mil funcionários. Agora, a empresa espera receber, na próxima semana, outros R$ 2,5 milhões do banco, que devem permitir a quitação do 13° atrasado.

Também na semana que vem deve ser divulgado o resultado das negociações de venda da Tecnofibras, atual TSA. A consultoria Virtus BR Partners, responsável por encabeçar as negociações, deve apresentar à diretoria da Busscar os nomes dos interessados em adquirir a fabricante de componentes plásticos, um dos braços lucrativos do grupo, com faturamento mensal bruto de aproximadamente R$ 10 milhões e 900 funcionários. Pelo menos cinco propostas foram encaminhadas.

– Nossa esperança de fôlego para que a Busscar possa sair da crise é a concretização da venda da Tecnofibras. Acredito que a empresa vai saber aproveitar – afirmou o presidente do sindicato dos mecânicos de Joinville, João Bruggmann.

A expectativa é de que a operação seja concluída até o fim do mês. Mesmo que receba uma boa proposta pela Tecnofibras – a estimativa é de pelo menos R$ 60 milhões –, a Busscar precisará de aprovação para fechar negócio. A venda precisa ser autorizada pelo sindicato e pela Justiça do Trabalho, porque a fabricante de componentes plásticos está alienada, assim como todos os bens do grupo.

– Vamos concordar com a venda da empresa desde que os seis salários atrasados, que correspondem a cerca de R$ 25 milhões , sejam pagos – antecipou Bruggmann.

A dívida da empresa com os funcionários inclui ainda o FGTS, calculado em cerca de R$ 30 milhões, que, segundo o sindicato, será negociado após a retomada da produção.

O presidente do sindicato dos trabalhadores na indústria de material plástico de Joinville, Reinaldo Schroeder, que representa os trabalhadores da Tecnofibras, disse não ter informações sobre as negociações. A Busscar não comentou o assunto.

Com informações: Diário Catarinense.

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Busscar paga o 13º salário após dez meses de atraso

0 comentários
Depois de dez meses de atraso, 3,1 mil funcionários que trabalhavam na Busscar no final do ano passado estão recebendo a primeira parcela do 13º salário de 2009. Após seis meses sem nenhuma remuneração, o dinheiro deu uma ponta de esperança para quem já estava desacreditado. “Salvou milhares de pessoas. Na situação em que a gente está, já nos dá um ânimo”, diz o montador de componentes Nivaldo Sena, que trabalha há seis anos na empresa. O operário foi a uma agência assim que ela abriu e já tratou de sacar o valor. “Vai para pagar a prestação do carro que está vencendo.”


A empresa enviou às agências do Itaú as ordens de pagamento para os funcionários que não aderiram ao plano de demissão. Quem ainda não retirou o valor deve se dirigir a um caixa com o CPF e um documento com foto. Somente o trabalhador pode fazer o saque.

Segundo o presidente do Sindicato dos Mecânicos, João Bruggmann, a entidade está trabalhando para que este mês os funcionários tenham outras boas notícias.

FOTO: DIVULGAÇÃO
Foto: Divulgação“O sindicato estava negociando e o dinheiro saiu agora, com outro diálogo que abrimos com uma comissão de trabalhadores provisória eleita há quase três semanas. Sabemos que ainda é pouco, mas é a metade do 13º que ninguém mais acreditava receber”.

Para o pagamento, foram liberados R$ 2,5 milhões, conquistados por meio da alienação de três terrenos ao BicBanco. Além do dinheiro destinado aos trabalhadores, a Busscar recebeu R$ 1,5 milhão. O dinheiro está sendo usado para compra de matérias-primas para finalizar a produção de 25 ônibus. A expectativa é de que a próxima parcela do 13º seja paga até o dia 11. Os empregados esperam pela venda da Tecnofibras que pode regularizar a situação dos salários atrasados desde abril.

No início da semana, o sindicato vai conversar com a assessoria jurídica para tentar uma solução para os 930 trabalhadores que aderiram ao plano de demissão e que pela ordem judicial teriam direito à primeira parcela do 13º. A empresa alega que este valor já está incluído na rescisão.

Com informações do Diario Catarinense

Reunidas Paulista aposta em nova identidade visual

2 comentários
Foto: Divulgação
A Empresa Reunidas Paulista com sede em Araçatuba/SP adquiriu 40 unidades Irizar PB, sendo destas 30 unidades de 13m de comprimento e 10 unidades de 14m. As primeiras 16 carrocerias (10 unidades de 13m e 06 de 14m) estão sendo montadas sobre chassis MBB. As unidades de 13m possuem 38 poltronas leito turismo e as de 14m possuem 42 poltronas leito turismo. Todas contam com DVD, monitores LCD 22" (01) e 15" (02), geladeira e cabine para o motorista. 

Esta novas unidades estarão marcando também a renovação da identidade visual da frota da Reunidas que ganhou um novo design com linhas mais modernas. 

Com informações da Irizar
FOTO: ALEXANDRE MIZAEL DETONI - ÔNIBUSBRASIL.COM - DIVULGAÇÃO

Leilão de empresa de ônibus de São José dos Campos é avaliado em mais de R$ 30 milhões

0 comentários
 A 5ª Vara da Justiça do Trabalho de São José dos Campos realiza no próximo dia 14 de outubro o leilão de duas garagens das empresas de ônibus do grupo São Bento (Capital do Vale, Real e São Bento), que opera provisoriamente as linhas do lote 1 do transporte coletivo da cidade. 

O Leilão Público será às 14h, no Fórum Trabalhista da cidade, na Rua Juiz David Barrilli, nº 85, no Jardim Aquarius, a cargo do leiloeiro oficial Cláudio Marques Hensel. O valor arrecadado será utilizado para quitar parte das dívidas trabalhistas deixadas pelas empresas de ônibus, que estão sob intervenção judicial desde julho do ano passado. 

FOTO: DIVULGAÇÃO
Foto: DivulgaçãoA garagem localizada no Alto da Ponte possui área de 68.500 metros quadrados e recebeu avaliação de mais de R$ 20 milhões (R$ 20.228.515,00). Já a garagem da Vila Tatetuba tem área de 30.612 metros quadrados e recebeu avaliação de mais de R$ 11 milhões (R$ 11.213.987,00). 

Com informações da Tv Vanguarda e VNews