sexta-feira, 16 de abril de 2010

MP decide investigar responsabilidade pela morte de rapaz em parada de ônibus em Porto Alegre

O Ministério Público Estadual decidiu apurar de quem foi a responsabilidade pela morte do jovem Valtair Jardim de Oliveira, de 21 anos, na última terça-feira, em uma parada de ônibus na Avenida João Pessoa, na Capital. Oliveira levou um choque fatal ao se encostar na estrutura da parada que fica em frente às faculdades de Direito e Economia da Ufrgs.

Segundo o promotor da Promotoria de Defesa do Patrimônio Público Cesar Faccioli também serão apuradas como são feitas a fiscalização e manutenção das paradas e terminais de ônibus da Capital.

— Ao analisar e investigar essas causas, é possível identificar a deficiência na manutenção e ou fiscalização dos terminais de ônibus na Capital, especialmente as condições de segurança dos usuários. São expedientes que tem, além daquele conteúdo tradicional de identificação e personalização de culpa, culpa grave, dolo e responsabilização pessoal dos culpados também tem um viés de personalização de culpa administrativa no sentido de deficiência dos serviços públicos — explicou o promotor.

Técnicos da CEEE e da Secretaria Municipal de Obras e Viação (Smov) estiveram na parada na manhã desta sexta-feira, onde fizeram uma nova vistoria. Uma luminária do poste que estava energizada foi recolhida para análise. Segundo o secretário da Smov, Cássio Trogildo, os técnicos estão fazendo um relatório das conclusões da investigação.

Trogildo afirmou que ainda não foi descoberto o motivo da fuga de energia que provocou a descarga elétrica mas que a solução estaria próxima. A parada foi liberada pelos técnicos, mas a energia não foi ligada.


Durante o trabalho dos técnicos, o pai do jovem morto esteve no local para cobrar a prefeitura que prometeu bancar as despesas com o enterro.

A fundação de Assistência e Cidadania já conversou com os familiraes e aguarda a nota fiscal com as despesas para pagar o funeral.

Com informações: Rádio Gaucha.
Texto: Zero hora.

Nenhum comentário: