quarta-feira, 28 de abril de 2010

Portugal enfrenta greve no setor de transportes públicos

Usuários de transporte público das principais cidades de Portugal tiveram dificuldades para trabalhar nesta terça-feira, em razão de uma greve dos funcionários do setor contra um congelamento de salários. A polícia disse que o tráfego estava pesado e que havia congestionamentos nas ruas da capital, Lisboa, e na segunda maior cidade do país, Porto. As pessoas tiveram de ir para o trabalho de carro, depois que engenheiros ferroviários, motoristas de ônibus e de balsa não compareceram ao trabalho.

O governo socialista de Portugal introduziu o congelamento salarial para funcionários públicos e de empresas de propriedade do governo. A medida é parte de um plano de austeridade para reduzir o déficit do país. A empresa ferroviária nacional, Caminhos de Ferro Portugueses, responsável por dezenas de trens de subúrbio, disse que apenas os serviços internacionais estavam funcionando.

Os serviços de balsa no horário de pico não funcionaram nos subúrbios densamente povoados na margem sul do rio Tagus para Lisboa. Já na cidade de Porto, os bondes funcionavam normalmente.

Com informações da AE.

Nenhum comentário: