quinta-feira, 6 de maio de 2010

Desta vez sem greves

Este ao as empresas do transporte coletivo, prefeitura e funcionários, entraram em acordo com relação ao aumento salarial da categoria.

O reajuste dos salários dos motoristas e cobradores deverá aumentar com base nos valores do INPC (Índice Nacional de Preços ao consumidor) dos últimos 12 meses, que pode chegar a 6%, além do ganho geral de 2%. A passagem deve subir entre 8% (na soma dos dados) ou até a 11,5%*.

As assembleias foram realizados no antigo Cine Ritz (localizado no centro da cidade), em três horários (às 9h30, 15h30 e 18) para que todos os trabalhadores do sistema de transporte da capital pudessem participar. Cerca de 800 empregados votaram na proposta. Além do aumento salarial, também ficou acordado que o vale alimentação passou de R$310 para R$340, como solicitado na pauta de reivindicações, e os postos de trabalho de cobradores serão mantidos.
O diretor de comunicação do Sintraturb (Sindicato dos tabalhadores do Transporte Urbano da Região Metropolitana de Floriaópolis), Antônio Carlos Martins, disseque a proposta do Setuf (Sindicato das Empresas e Transporte Urbano de Florianópolis), entregue na semana passada, foi bem debatida entre os funcionários. "A decisão foi unânime. A greve é uma medida que tomamos somente quando se esgota a possibilidade de negociação. Desta vez, a classe patronal se mostrou amadurecida porque todos perdem com as paralisações", analisa. Na proposta entregue em fevereiro, os trabalhadores tinham pedido, além do reajuste do INPC, 5% de aumento real. O salário dos motoristas é hoje de R$1303, e o dos cobradores, de R$782, para uma jornada diária de seis oras e 40 minutos.

*Com informações: Jornal Hora de Santa Catarina.

Nenhum comentário: