domingo, 2 de maio de 2010

População continua a sofrer efeitos da paralisação de ônibus em Manaus

Com a continuação da greve dos transportes, iniciada na última sexta-feira (30), o domingo (2) foi de transtornos ao manauara que precisou pegar ônibus. Paradas lotadas, longas filas e demoras marcaram o dia.

No Terminal 3, localizado na Cidade Nova, na Zona Norte, passageiros esperavam os coletivos sentados na sarjeta. A movimentação no local era intensa.

Por outro lado, em outras localidades, como no bairro Aleixo, na Zona Centro-Sul, o que se via eram paradas isoladas, sinal de que os usuários preferiram ficar em casa a ter que depender dos poucos ônibus que circularam na cidade.

FOTO: DIVULGAÇÃO PORTAL AMAZÔNIA

Para reduzir o sofrimento dos passageiros, além dos Executivos, a reportagem verificou vários Alternativos fazendo transportes em áreas como a avenida André Araújo, também no Aleixo.

Segundo o Sindicato dos Rodoviários do Amazonas, as empresas estão cumprindo a determinação judicial, que permite um número mínimo da frota nas ruas.

Amanhã (3), mais da metade dos ônibus deverão ficar nas garagens. Na empresa Vitória Régia, na Bola do São José, Zona Leste, rodoviários prometem realizar um movimento às 4h da manhã.

De acordo com a assessoria do Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Manaus (Sinetram), uma nova rodada de negociação com a categoria será feita nesta segunda-feira.

Ele afirmou que o sindicato patronal está oferecendo 4,67% de reajuste, mas os rodoviários querem 10% de aumento.

A Polícia Militar vai destinar mil homens às ruas para evitar confusões e quebra-quebra, a exemplo do que ocorreu na sexta-feira, no Centro de Manaus.

Com informações do Portal Amazônia

Nenhum comentário: