sábado, 22 de maio de 2010

Rio terá greve dos rodoviários nesta segunda (24)

O Sindicato dos Rodoviários do Rio de Janeiro confirmou nesta sexta-feira que inicia uma paralisação por tempo indeterminado a partir de 0h da próxima segunda-feira. A categoria reivindica aumento de 15% do piso salarial, além de vale-refeição de R$ 150 (o valor atual é R$ 70) e o fim da dupla função dos motoristas que trabalham também como cobradores.

Na segunda, às 17h, os rodoviários se reúnem novamente para decidir os rumos da greve. A paralisação abrange todo o município do Rio.

Os ônibus intermunicipais que circulam no Grande Rio ligando por exemploi cidades da Baixada Fluminense ao Rio, circularão normalmente.

Em nota, o Sindicato das Empresas de Ônibus da Cidade do Rio de Janeiro (RioÔnibus) classificou a paralisação de injustificada e ilegal, "até porque o acordo coletivo entre os sindicatos patronal e trabalhador acabou de ser assinado, estando, inclusive, devidamente registrado na Delegacia Regional do Trabalho (DRT)". A nota é assinada pelo presidente da RioÔnibus, Lelis Teixeira.

O sindicato das empresas também solicitou que a Secretaria de Segurança "aja com o máximo rigor contra aqueles que estiverem de alguma forma prejudicando o bom andamento dos serviços prestados, que têm caráter essencial". A RioÔnibus também pretende entrar na Justiça para que a paralisação seja declarada ilegal.

No próximo dia 9, a prefeitura promete divulgar o edital de licitação das linhas de ônibus, mas o Tribunal de Justiça deve publicar na próxima segunda uma decisão da 12ª Câmara Cível condicionando-a à indenização das empresas que perderem suas permissões. A Procuradoria-Geral do Município só se pronunciará após ser notificada, mas o prefeito Eduardo Paes já disse ser contra.

Com informações do O Dia e Agências

2 comentários:

isa disse...

oi! isso vale para os onibus do centro da cidade e zona norte do rio? preocupada!

Anônimo disse...

Isto é um abuso Já temos tantas coisas para nos preocupar,e agora vem mas esta,porque não deixa quem precisa trabalhar imagine se a população não pegacemos este transporte quem pagaria vcs. ]
vamos trabalhar!