quarta-feira, 19 de maio de 2010

Sindicato dos mecânicos quer bancos assumam a Busscar

A diretoria do Sindicato dos Mecânicos de Joinville e Região decidiu hoje (18/5) que não vai participar institucionalmente da passeata que deverá ser realizada na manhã desta quarta-feira (19) a partir da Busscar, e que é promovida por um grupo de funcionários que se autodenominam “representantes dos trabalhadores”.

 “Não participaremos de uma manifestação que coloca como prioridade os desejos dos patrões, da empresa e acionistas, que são cobrança de créditos de IPI junto ao governo federal. ”Se não podemos pedir pelos salários atrasados, rescisões atrasadas, FGTS e mudança nos rumos para que a empresa sobreviva, não há porque participarmos. Em nossa opinião, a manifestação do Procurador da Fazenda foi contundente e no mínimo diz que não se pode se prender a este fato do IPI para salvar a empresa. Os trabalhadores tem suas contas a pagar, e querem saber dos seus salários já e não um dia qualquer que a empresa sequer informa”, dispara o presidente João Bruggmann.

 O sindicato mantém sua decisão de cobrar a mudança do comando da Busscar, de uma guinada geral na gestão e acionistas, para que a empresa volte a respirar e produzir. “Nossa posição não muda: é preciso mudança imediata da direção, dos gestores e da gestão. Os  bancos credores, incluído aí o BNDES, têm de assumir a gestão já”.

Com informações: Clic RBS

Nenhum comentário: