quarta-feira, 30 de junho de 2010

Busscar Colombiana sai na frente

1 comentários
Enquanto a Busscar Brasil passa por sérios problemas, a Colombiana está "rindo a toa", com a renovação de toda a frota de articulados Transmilenio ela apresentou o Novo Urbanuss Pluss II Articulado:

terça-feira, 29 de junho de 2010

Apenas 40% da frota de ônibus no país esta adaptada.

0 comentários

Urbano

Em um País como o Brasil – que possui 24,6 milhões de habitantes com algum tipo de deficiência, volume equivalente a 14,5% da população, segundo dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) – apenas 40% da frota de ônibus urbano em circulação (105 mil veículos) está preparada para atender a estes usuários.

A constatação é de Marcos Bicalho, superintendente da NTU (Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos), que prevê que até 2014 este deve atingir 90% da frota em operação no País.
“No passado, o número de veículos adaptados era muito pequeno. Mas com a criação de lei, que tornou obrigatório que todos os ônibus saiam de fábrica preparados para atender portadores de alguma necessidade específica, este cenário está mudando”, argumenta. A norma nº 10.098 também determina que até 2014 toda a frota em circulação esteja preparada para atender a estes usuários.

O superintendente ressalta que para ser acessível o veículo deve atender a pelo menos uma das seguintes exigências: possuir piso baixo (total ou parcial), contar com elevador, ou oferecer “embarque em nível” - quando a calçada fica na mesma altura do veículo – sistema comum nos BRTs (Bus Rapid Transit).

Entretanto, Bicalho destaca que a principal preocupação para que a lei seja atendida no tempo determinado não se refere aos ônibus, mas sim, às calçadas e vias para que estes passageiros tenham condições de chegar até o local para desfrutar do transporte.

“É preciso aliar veículos adaptados com uma infraestrutura de qualidade. Não adianta oferecer o veículo de acordo com todas as normas se o passageiro não consegue chegar até o ponto de parada devido às más condições das calçadas, por exemplo”, argumenta.

Em relação ao valor necessário para adaptar os veículos, Bicalho estima que será preciso recursos da ordem de R$ 100 milhões, sem contar com a aquisição de novos veículos.

Questionado sobre as cidades que melhor atendem aos usuários com algum tipo de deficiência, o executivo aponta que – embora não exista uma pesquisa sobre o assunto – as grandes metrópoles estão bem preparadas.

“São Paulo é um bom exemplo de acessibilidade, ao lado de Rio de Janeiro, Belo Horizonte (MG) e Porto Alegre (RS), por exemplo”. Segundo dados da SPTrans, a capital paulista conta com 3,9 mil veículos adaptados de um total de 15 mil.

No Rio de Janeiro – cidade onde a frota é composta por 8,8 mil ônibus – dois mil são acessíveis. Em Belo Horizonte, existem hoje 1,3 mil ônibus com elevador e 152 com piso baixo. No total, 2,8 mil veículos circulam pela cidade. Em Porto Alegre, de 1.597 veículos, 470 unidades estão preparadas para atender estes usuários.


Rodoviário

O regulamento – elaborado pelo Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial) – determina que os veículos devem oferecer dois assentos reservados no corredor, com braços retráteis e devidamente identificados; espaço para deficientes visuais (com espaço na lateral para acomodação de cão guia).


No início deste mês, todos os ônibus rodoviários em circulação que fazem ligações intermunicipais ou interestaduais passaram a ser obrigados a atender às regras brasileiras de acessibilidade, facilitando o acesso de portadores de deficiência ou com mobilidade reduzida.


Além disso, todos os ônibus devem possuir acesso para cadeirantes (com plataforma elevatória veicular ou rampa de acesso para cadeiras de rodas). Os veículos também terão que eliminar possíveis barreiras que impeçam a livre circulação dos passageiros, ter pisos derrapantes, iluminação nos degraus, guias laterais na cor amarela e cadeira de transbordo (desmontável, menor que as convencionais e que esteja disponível nos bagageiros dos ônibus e rodoviárias).

Fonte: BuzuNet

Paraná disputa ônibus híbrido da Volvo

0 comentários
A fábrica da Volvo instalada na Cidade Industrial de Curitiba (CIC) disputa com as unidades da empresa no México, China e Índia um investimento de US$ 30 milhões para a produção de ônibus híbridos. O modelo, que será usado no transporte urbano, é movido por um motor a diesel ou biodiesel em conjunto com um propulsor elétrico. Em setembro, antes da decisão oficial da empresa, no entanto, as ruas de Curitiba serão convertidas em pista de testes de uma unidade desse novo modelo, projetado e fabricado na Suécia. A Urbanização de Curitiba S/A (Urbs), administradora do transporte público da capital, confirma que uma linha Interbairros foi escolhida para testar o ônibus, que integrará a frota da cidade durante 30 dias.

O novo presidente da Volvo Bus Latin América, Luiz Carlos Pimenta, acredita que a capital paranaense tem grandes chances de abrigar a primeira fábrica dos ônibus híbridos da Volvo fora da Suécia. “Queremos não só fabricar [o modelo híbrido], mas também projetá-lo no Brasil. Como se trata de tecnologia avançada, trazer o projeto para Curitiba significa gerar emprego para bons cérebros”, avalia. 

FOTO: DIVULGAÇÃO 
Foto: Divulgação
Para o executivo, o pioneirismo da cidade na implantação do BRT [Bus Rapid Transit, em inglês], sistema de transporte coletivo urbano de massa, projetado para trafegar em corredores exclusivos, é um diferencial. O modelo, criado em Curitiba na década de 1970, coincide com a instalação da unidade da Volvo na CIC, em 1977. O primeiro ônibus articulado saiu da linha da produção da fábrica em 1979 para rodar nas recém-criadas “canaletas”. 

A Volvo também aposta na capacidade de geração de negócios no país em função da realização da Copa do Mundo de 2014. Pimenta estima que o evento deverá criar uma demanda entre 3,5 mil e 5 mil ônibus para o sistema BRT apenas para as capitais que servirão de sede para o Mundial; um volume de vendas que gira entre R$ 1,7 bilhão e R$ 2,5 bilhões. 

A expectativa da Volvo é conseguir no mínimo 40% dos negócios gerados pela Copa do Mundo nos projetos de transporte urbano, o que corresponderia à venda de até 2 mil ônibus, em negócios que podem chegar a R$ 1 bilhão até 2014. A empresa estima que os modelos híbridos têm potencial para atrair até 10% dessas vendas. 

O sistema híbrido possibilita uma economia de mais de 30% no consumo de combustível e, quando está em funcionamento, o motor elétrico do ônibus reduz em 90% as emissões de gases do efeito estufa. A tecnologia foi desenvolvida pela Volvo em parceria com a Clinton Foundation, do ex-presidente norte-americano Bill Clinton, que apoia iniciativas que reduzam a emissão de poluentes. O propulsor elétrico não precisa de recarga, pois é acionado por um sistema de baterias que se abastece da energia recuperada dos freios. Assim, o ônibus pode operar com os motores elétrico e a diesel individualmente ou de forma combinada.

A tecnologia foi recém-lançada pela Volvo na Suécia e as primeiras vendas do modelo foram feitas na Europa, ainda este ano. Londres e Luxemburgo estão interessadas na implantação do modelo.

Em 2005, a capital chilena realizou a maior compra individual da história da Volvo, com 2 mil veículos. Desde então, mais 560 ônibus foram vendidos para a cidade. Atualmente, a empresa participa de licitações em andamento em capitais da América Central e nas cidades de Guayaquil e Quito, ambas no Equador. Todos os veículos vendidos são produzidos na unidade da Volvo da Cidade Industrial de Curitiba, que atende a todo o subcontinente da América Latina, com exceção do México. 

Com informações da Gazeta do Povo e da Volvo do Brasil 

Reajuste eleva em 2,13% o preço da passagem de ônibus para outro Estado a partir do dia 1º

0 comentários
A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) autoriza as empresas de transporte de passageiros em todo o País a aumentarem o valor das passagens em até 2,13%. A decisão foi tomada nessa sexta-feira (25). Os novos preços valem a partir do dia 1º.

Todavia, o preço não afeta o bolso do viajante que percorre no máximo 75 quilômetros, ou seja, o cliente do serviço rodoviário interestadual e internacional semiurbano. 

FOTO: FÁBIO MARTINS - TUDO DE ÔNIBUS - DIVULGAÇÃO
Foto: Divulgação
Mas, mesmo assim, a alegria do usuário dura pouco, já que, segundo a Agência Brasil, a ANTT deve divulgar os novos índices para esta categoria ainda no mês que vem.

Conforme a agência de transporte, o preço das passagens tem como bases de cálculo a distância da linha, o tipo de pavimento da rodovia e o serviço oferecido pela empresa (se é convencional, executivo, semileito ou leito).

Ainda de acordo com a ANTT, também são levados em consideração os gastos que a empresa tem com a tarifa de embarque específica do terminal rodoviário, o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) estadual incidente sobre a tarifa e o rateio do pedágio, quando houver (a divisão é feita por cobrança igual a cada passageiro).

Somente os custos com combustível, peças e lubrificantes são reajustados conforme índices de inflação de cada uma das mercadorias. 

Com informações da Agência Nacional de Transportes Terrestres - ANTT e Capital News

Prefeitura de São Paulo abre cadastro para o Bilhete Único Escolar

0 comentários
A Prefeitura de São Paulo começou a receber nesta quinta-feira (25) pedidos de Bilhete Único Escolar, para estudantes e professores de São Paulo que estejam entrando no sistema de ensino no segundo semestre de 2010. A prefeitura diz esperar 100 mil solicitações.

Os estudantes devem informar a instituição de ensino durante a matrícula sobre a intenção de obter o cartão. Depois, o estudante deve ir a um dos postos credenciados ou pedir seu Bilhete Único Escolar pela internet. 

FOTO: ELISA RODRIGUES - SPTRANS - DIVULGAÇÃO
Foto: Divulgação
Quem já se cadastrou no primeiro semestre deste ano não precisa renovar o cadastro. O benefício é automaticamente renovado aos usuários quando a instituição de ensino manda o pedido para a SPTrans, gestora das linhas de ônibus da cidade e do Bilhete Único. 


Os estudantes e professores que moram em São Paulo a mais de 1 km de distância da instituição de ensino pode receber o Bilhete Único Escolar, que dá desconto nas tarifas. Há 3.500 estabelecimentos de ensino aptos a pedir o bilhete. 

Com informações da Prefeitura de São Paulo, SPTrans e R7

Grupo JCA renova sua frota com 222 novos ônibus Marcopolo

0 comentários
O Grupo JCA, um dos principais operadores de transporte rodoviário do País, adquiriu 222 ônibus Marcopolo dos modelos Paradiso 1200, 1050 e 1550 LD. Desse montante, 123 unidades serão entregues à Viação Cometa, 74 para a Auto Viação 1001, 20 para a Catarinense e cinco destinam-se à Expresso do Sul. 

Considerado ideal para o transporte em viagens de médias e longas distâncias, os ônibus da Geração 7, Paradiso 1200 e 1050, apresentam baixo custo operacional e extrema robustez. 

FOTO: ANDRÉ OLIVEIRA - DIVULGAÇÃO MARCOPOLO
Foto: Divulgação
Das 20 unidades adquiridas pela Viação Catarinense, quatro são do modelo Paradiso 1550 LD (Low Driver). Os veículos possuem cabine do motorista rebaixada, para melhor dirigibilidade e conforto, e proporcionam visão panorâmica aos passageiros. Além disso, são equipados com sistemas de iluminação com LEDS e lâmpadas fluorescentes, climatização com controle eletrônico de temperatura e poltronas mais largas e confortáveis. 


O Grupo JCA mantém investimentos constantes nos diversos ramos de transporte e turismo. Atualmente, é constituído pelas empresas de transporte rodoviário Auto Viação 1001, Auto Viação Catarinense, Rápido Ribeirão Preto, Viação Cometa, Rápido Macaense e Expresso Sul. A empresa tem rotas que cobrem os Estados de Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro. 

Com informações da Marcopolo 

Corredor será entregue no prazo, afirma EMTU

0 comentários
A Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU) informou que as obras no corredor Diadema-São Paulo (Morumbi) estão dentro do cronograma estabelecido por contrato e serão entregues no segundo semestre deste ano. "No momento, a empresa responsável pelas obras trabalha na implantação dos pontos de parada, das estações de transferência, complemento do pavimento rígido e na sinalização horizontal, vertical e semafórica", afirma a EMTU por meio de nota. Segundo a empresa, cerca de 70% dos 24 quilômetros do corredor de ônibus a serem recapeados já estão concluídos.

A previsão é de que o trajeto diminua em 30 minutos a viagem entre Diadema e o Brooklin, hoje realizada em uma hora, em média, de ônibus.

Com informações do Estadão e Agências

Ponto de ônibus da Rebouças ganha faixa dupla

0 comentários
Os ônibus que circulam pela zona oeste de São Paulo podem parar para embarque e desembarque nos dois lados da plataforma do ponto no cruzamento das avenidas Rebouças e Faria Lima. A mudança entrou em operação no último sábado (19) e tem como objetivo diminuir o tempo de atendimento dos passageiros.

Antes da mudança, três ônibus cruzavam o semáforo depois de realizar o atendimento na parada. Com a duplicação da faixa, entre seis e oito veículos vão cruzar a Avenida Faria Lima, diminuindo o tempo de espera dos usuários.

FOTO: DAIA OLIVER - R7 - DIVULGAÇÃO
Foto: Divulgação
A Secretaria Municipal de Transportes prevê ainda a troca da cobertura do ponto de ônibus da avenida Faria Lima. A estrutura atual, de 30 metros, será substituída por uma de 42 metros. Durante a semana, funcionários faziam reparos de pintura nos demais pontos do corredor de ônibus da avenida Rebouças. 

Com informações da Prefeitura de São Paulo, SPTrans e R7

Em Ponta Negra, coletivos ganharão nova pintura

0 comentários
O Expresso Metrópolis, empresa concessionária de transporte público no município iniciou a aplicação de imagens de pontos turísticos locais nos ônibus que circulam em Serra Negra. Os primeiros veículos começaram a rodar com as imagens no dia 24 de junho. Em até 60 dias todos os coletivos contarão com a novidade, inclusive os usados no serviço de transporte escolar.

Em contato com a empresa, a reportagem tomou conhecimento que a iniciativa partiu de um pedido da Prefeitura, que requereu uma pintura diferenciada nos veículos que atuassem em Serra Negra. Como a cidade tem um acentuado potencial, a direção do Expresso Metrópolis decidiu pelas imagens de pontos turísticos. Todo o custo será bancado pela empresa. 

Com informações: Revista do Ônibus

Passagem de ônibus urbano em Santa Cruz do Sul sobe para R$ 2,25

1 comentários
As passagens dos ônibus de Santa Cruz do Sul, que hoje custam R$ 2,00, passarão para R$ 2,25 na próxima segunda-feira. O decreto autorizando o reajuste foi assinado pela prefeita Kelly Moraes (PTB) na terça-feira e publicado na quinta-feira. 

Nem R$ 2,40 e nem R$ 2,30, mas sim R$ 2,25. Este é o novo valor das passagens urbanas, autorizado pelo Executivo. As empresas TC Catedral e Stadtbus, que prestam o serviço, desejavam que a tarifa passasse para R$ 2,40. O Conselho Municipal de Trânsito (CMT), no entanto, autorizou a elevação para R$ 2,30. Mas o preço final ficou em R$ 2,25. Conforme o procurador geral do município, Luciano Almeida, a prefeita buscou um meio termo, para não prejudicar as empresas e nem onerar os usuários em demasia.

No seu entender, Kelly foi sensível às manifestações de setores que se posicionaram contra o reajuste. No entanto, as empresas comprovaram o aumento dos seus custos e, por consequência, o direito à majoração. “O ideal seria não aumentar, mas isso é impossível.” 

Almeida frisou que Santa Cruz conta com um transporte coletivo de qualidade e que a Prefeitura, para exigir que isso continue assim, não pode congelar as tarifas. “A cobrança por parte da administração vai continuar sendo rigorosa.” 

Com informações da Gazeta do Sul e Agências

Batida entre ônibus e caminhão deixa seis feridos em São Paulo

0 comentários
Seis pessoas ficaram feridas na colisão entre um ônibus e um caminhão na zona leste de São Paulo. O acidente aconteceu por volta de 6h, na ligação entre as avenidas Salim Farah Maluf com a Regente Feijó, no Bairro da Água Rasa. 

De acordo com o motorista do caminhão, a colisão aconteceu pois o veículo que dirigia perdeu o freio. As vítimas foram encaminhadas com ferimentos leves aos prontos socorros da Vila Alpina, Vila Prudente e Tatuapé.

FOTO: REPRODUÇÃO DE TV
Foto: Divulgação
Sete viaturas do Corpo de Bombeiros atenderam a ocorrência. A avenida Salim Farah Maluf, na altura do acidente, teve as faixas um e dois interditadas, no sentido da Vila Prudente, o que provocou lentidão no trânsito da região durante esta manhã. . 


Com informações da Band News

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Agrale desenvolve ônibus híbrido no Brasil

0 comentários
Enquanto o governo ainda está dividido em relação a um programa de incentivo aos veículos elétricos ou híbridos, a Agrale - empresa 100% brasileira, que produz veículos comerciais, chassi para caminhões, ônibus e tratores - apresentou ontem um ônibus com tecnologia híbrida desenvolvida no País. Se houver demanda, a empresa pode iniciar as vendas em 2011.

Chamado de Hybridus, o veículo é elétrico e a diesel, mas, ao contrário de algumas soluções já existentes no mercado internacional, o diesel não move o motor, apenas gera a energia para o motor elétrico. Em automóveis em circulação na Europa e nos Estados Unidos, o combustível fóssil passa a movimentar o veículo assim que a carga da bateria elétrica vence.

O Hybridus não tem bateria, equipamento pesado e com autonomia limitada, informa Ubirajara Choairi, gerente nacional de vendas de veículos da Agrale. O veículo utiliza sistema importado da Siemens alemã, com um ultracapacitor, equipamento que substitui a bateria, é mais leve, tem vida útil mais longa e é mais barato.

A redução em consumo é de 30% em relação a um veículo totalmente a diesel e as emissões diminuem na mesma proporção?, afirma Choairi. O custo do ônibus hoje seria de cerca de R$ 600 mil, o dobro do preço de um convencional. ?Sem incentivos governamentais não é viável?, admite Silvan Antônio Poloni, gerente regional de vendas da Agrale, que também defende legislação específica para esse tipo de veículo. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Gidion 29704 se choca contra caminhão (Joinville)

0 comentários
Na tarde dessa quinta feira o Gidion 29704 se chocou contra um caminhão de distribuição de bebidas, haviam cerca de 5 passageiros no ônibus, todos passam bem.

segunda-feira, 21 de junho de 2010

Gidion recebe 5 Pisos Baixos

0 comentários

Essa semana quem esteve no Terminal Central de Joinville avistou os novos pisos baixos da Gidion, são do modelo Busscar Urbanuss Pluss II LE, sobre chassi Volkswagen 17-260 EOT V-Tronic, logo ganharão ar-condicionado.

sábado, 19 de junho de 2010

Chegaram de fato os novos ônibus do grupo ESTRELA/INSULAR

0 comentários
Os Torinos G7 MBB OF 1722,  vem adaptados para portadores de deficiencias, e já possuem a nova norma da ABNT  sobre acessibilidade.

Uma curiosidade é que nenhum veio com numeração de fábrica e todos estão com letreiro de pano branco. Ao todo são 4 por enquanto. Lembrando que estão pra chegar 5 micros para serviço Amarelinho pra Insular.

sexta-feira, 18 de junho de 2010

Rodoviários de cinco empresas param as atividades nesta quarta-feira (16)

1 comentários
Rodoviários das empresas Costa Verde, Via Nova, Dois de Julho, BTU e ODM pararam as atividades na manhã desta quarta-feira (16), em protesto a morte do motorista Pedro Jorge dos Santos, 36 anos, nesta terça-feira (15), durante assalto em Itinga, Lauro de Freitas, Região Metropolitana de Salvador (RMS).

De acordo com o presidente do sindicato dos rodoviários, Manoel Machado, os transportes coletivos serão liberados a partir de 8h30, mas os ônibus da BTU, onde a vitima trabalhava, permanecerão na garagem e não irão circular nesta quarta-feira (16).

Felipe Simas, cobrador do ônibus, informou que o motorista não entregou o celular ao ser abordado por assaltante, que disse: "não está botando fé em mim, né?" e atirou. O rodoviário morreu nos braços do colega. Ele chegou a ser encaminhado ao Hospital Menandro de Farias, em Lauro de Freitas, mas não resistiu aos ferimentos.

O assaltante foi identificado como "Neguinho". Segundo motoristas e cobradores da região, ele é conhecido na região por roubos a ônibus. Ainda não há informações sobre o local e horário do enterro do motorista. O corpo de Pedro Jorge encontra-se no Instituto Médico Legal (IML).

Com informações da Globo Minas

terça-feira, 15 de junho de 2010

Reformulação do sistema de ônibus ganha edital da prefeitura do Rio

0 comentários
A Prefeitura do Rio de Janeiro, através da Secretaria municipal de Transportes, publica, nesta terça-feira, edital da reformulação do sistema de ônibus para a cidade. Segundo o edital, até 2016 a renovação da frota deverá chegar a 100%, com ônibus com direção hidráulica; suspensão a ar; motor traseiro, reduzindo poluição sonora; escadas de acesso rebaixadas e elevador para pessoas com deficiências; entre outras melhorias.

O Rio será dividido em cinco Redes de Transportes Regionais. A Região 1 (Centro), por ser considerada área neutra e de uso comum, sendo ponto de destino para outras quatro regiões, não será licitada. As outras quatro que passarão por licitação são: Região 2 (Zona Sul e Grande Tijuca); Região 3 (Zona Norte); Região 4 (Barra da Tijuca, Recreio e Baixada de Jacarepaguá); Região 5 (Zona Oeste).

A licitação de cada região será por modelo de concessão, com exigências específicas de acordo com suas necessidades.
A empresa ou consórcio ganhará a licitação se apresentar o melhor projeto de racionalização de rede de determinada região, operar com o Bilhete Único a R$ 2,40 e obedecer as exigências.

O novo modelo trará vantagens, como o aumento da mobilidade, da integração entre os ônibus, adequação da oferta de transportes à demanda e melhora na qualidade dos ônibus com uso de tecnologia mais limpa.

O incentivo ao uso do transporte público pela Prefeitura irá liberar o trânsito, melhorar a qualidade ambiental, refletindo positivamente na economia da cidade.

sábado, 12 de junho de 2010

ÔNIBUS MULTEGO MARCOPOLO TRANSPORTA SELEÇÃO BRASILEIRA NA ÁFRICA DO SUL

0 comentários
Caxias do Sul (RS), 11 de junho de  2010 - O ônibus Multego Marcopolo é um dos veículos de transporte da Seleção Brasileira de Futebol durante a Copa do Mundo de Futebol 2010, em Johannesburgo, na África do Sul. O veículo está sendo utilizado para conduzir os jogadores e a delegação aos treinos e jogos da primeira fase da competição.

Veículo foi produzido no Brasil, na fábrica de Ana Rech, em Caxias do Sul.


Produzido no Brasil, o Multego possui chassi Mercedes-Benz 0500 2436 RSD e isolamento acústico sobre o rodado traseiro e na plataforma do motor, o que reduz a transmissão de ruídos do pavimento e do motor para o interior do veículo e amplia o conforto dos passageiros. Esse recurso proporciona um elevado padrão de conforto e sofisticação aos ocupantes. O veículo possui 48 lugares, poltronas executivas de couro, sofá e mesa para jogos, na parte traseira, sistemas de áudio e de ar-condicionado climatizado, aparelho de DVD e monitores de tela plana.

Maior fornecedora de ônibus para a Copa do Mundo, a Marcopolo foi a empresa responsável pelo fornecimento de mais de 700 veículos dos modelos rodoviários e urbanos que farão o transporte de passageiros que participarão da competição – inclusive da seleção anfitriã, África do Sul.

A Marcopolo possui fábrica na África do Sul desde 2000 para atendimento dos países localizados no sul do continente africano. No ano passado, foram comercializados mais de 800 ônibus, dos quais 560 produzidos na planta de Johannesburgo.

Crédito da foto: Eduardo Martins
Com informações: Marcopolo.

Itapemirim agora com o novo Paradiso G7 1200

1 comentários

Uma das maiores e mais conhecidas empresa de transporte de passageiros em todo o Brasil, "ganha virtualmente" um novo ônibus para a sua frota. Entusiastas da empresa, resolveram projetar na internet, o modelo Paradiso G7 1200 na identidade visual antiga da empresa, como podemos ver a foto montagem abaixo.

FOTO MONTAGEM:MÁRCIO MARIANNO - VALESPBUS - DIVULGAÇÃO

 A Viação Itapemirim que vem renovando parte de sua frota com ônibus Marcopolo e Busscar ainda não adquiriu os novos modelos da Geração 7 Marcopolo, um sonho para os apaixonados pela empresa em todo o país. A itapemirim ainda não sinalizou sobre a próxima renovação de parte de sua frota.

sexta-feira, 11 de junho de 2010

Informativo Canasvieiras T. C.

0 comentários
Prezados Clientes,

A partir do dia 14/06 - segunda-feira, haverá inclusão e adequações no quadro de horários das linhas:
268 Sítio de Baixo
273 Circular Ratones
276 Balneário Canasvieiras
282 Circular Vargem Pequena
840 Canasvieiras/Lagoa

O quadro de horários no site será atualizado domingo a noite.
Atenciosamente,
Canasvieiras Transportes Ltda.
Rodovia Francisco Germano da Costa, 2970
Canasvieiras - Florianópolis - SC
CEP 88052-760
Fone: (48) 3266-2147

sac@canasvieirastc.com.br

segunda-feira, 7 de junho de 2010

Imagens da manifestação do "Passe Livre" em Florianópolis

0 comentários
Veja as imagens, clicando no link abaixo.

Projeto limita em 10 anos vida útil de ônibus interestaduais

0 comentários
Tramita na Câmara o Projeto de Lei 7057/10, do deputado Hugo Leal (PSC-RJ), que limita em 10 anos a vida útil de ônibus interestaduais de passageiros. O tempo será contado a partir do primeiro emplacamento dos veículos. A proposta altera a Lei 10.233/01, que cria a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT).

O objetivo, segundo o autor, é obrigar as empresas a renovar suas frotas de veículos periodicamente. Muitas empresas, segundo ele, não adquirem novos veículos, em razão da fiscalização ineficiente e de contratos de concessão sem regras claras sobre o assunto.

Ele argumenta que as empresas de ônibus ditam as regras e não se preocupam com o bem-estar dos seus usuários, que são obrigados a viajar em veículos velhos, desconfortáveis, inseguros e ultrapassados.

FOTO: DIVULGAÇÃO REVISTA DO ÔNIBUS

A medida, segundo ele, vai contribuir para assegurar aos passageiros um transporte pontual e veículos mais seguros, limpos e confortáveis. O deputado acredita que, após 10 anos, os ônibus devem ser substituídos para que as frotas das empresas incorporem novas tecnologias nas áreas mecânica, hidráulica, elétrica e mesmo de fonte de energia, design e acabamento, desenvolvidas pela indústria.

Tramitação 
O projeto, que tramita em caráter conclusivoRito de tramitação pelo qual o projeto não precisa ser votado pelo Plenário, apenas pelas comissões designadas para analisá-lo. O projeto perderá esse caráter em duas situações: - se houver parecer divergente entre as comissões (rejeição por uma, aprovação por outra); - se, depois de aprovado pelas comissões, houver recurso contra esse rito assinado por 51 deputados (10% do total). Nos dois casos, o projeto precisará ser votado pelo Plenário., será analisado pelas comissões de Viação e Transportes; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. 

Com informações do Agência Câmara

Reality show 'Busão do Brasil' já tem dez mil inscritos

0 comentários
Pegue a receita básica de um reality show — um grupo confinado, na disputa por um prêmio em dinheiro — e adicione um roteiro que inclui 16 cidades em diversos estados brasileiros. O resultado é “Busão do Brasil”, nova aposta da Band, com estreia prevista para 25 de julho.

A ideia é reunir doze participantes dentro de um ônibus por três meses. A cada parada, eles vão passar por provas de resistência e raciocínio. O formato foi inspirado no original “The bus”, da Endemol, já exibido na Espanha, na Bélgica e na Holanda.

E a busca por candidatos para a versão brasileira já começou na internet: pelo visto, gente interessada em faturar R$ 1 milhão é o que não falta.

— Já temos mais de dez mil inscrições — conta a diretora de produção da Endemol, Paula Cavalcanti.

Ela afirma que não há um perfil ideal para os participantes:

— Vamos selecionar os que mais se adequam ao formato do programa. Não dá para ter um critério matemático.

O programa, que ainda não tem apresentador escolhido, vai ao ar de segunda-feira a sábado, em episódios de 10 a 15 minutos, e no domingo, terá uma hora de duração.

— O público vai participar através de votação pela internet, SMS e portal de voz — conta Paula, explicando que os participantes utilizarão blogs e chats durante o programa.

As inscrições ainda podem ser feitas no www.busaodobrasil.com.br até o dia 1º de julho.

Com informações do Extra e Band

Diadema ganhará 30 novos ônibus

0 comentários
A Viação Imigrantes, que opera cerca de 70% da frota de ônibus municipais de Diadema, colocará em circulação mais 30 novos veículos ainda na primeira quinzena de junho.

Os carros são dotados de espaço para cadeira de rodas, com elevador para facilitar a acessibilidade das pessoas que tem mobilidade reduzida.

Os novos modelos foram apresentados à população nesta manhã, em percurso pelas principais vias da cidade.

Com informações do Diário do Grande ABC

sexta-feira, 4 de junho de 2010

SETUF - Carta aberta aos Estudantes

0 comentários
As empresas do transporte coletivo de Florianópolis vêm, nesta oportunidade, abrir um canal de comunicação com a população da Capital e com os estudantes, que diariamente constroem uma parceria conosco. Esta relação duradoura, que inicia no ensino fundamental, segue até a universidade e continua na vida profissional, envolve tanto os usuários do transporte, as empresas privadas e o poder público, que efetivamente controla o serviço. Por isso, consideramos essencial esclarecer alguns pontos à sociedade, em especial aos estudantes que participam do movimento contra o reajuste tarifário.

O valor da tarifa é um resultado matemático dos custos incorridos no sistema, obtido pela planilha tarifária da Prefeitura Municipal de Florianópolis, que foi periciada pela Justiça Estadual. Esta planilha é um documento público, acessível a todos os moradores da cidade que requererem uma cópia junto à Prefeitura – não há, portanto, nada a esconder da população.

Para se ter uma ideia, o custo real de uma passagem na Capital é de R$ 2,80 – isso antes do reajuste deste mês. A tarifa média reebida pelas empresas é R$ 2,17 (pois há a tarifa social, meia passagem para estudantes e gratuidades diversas) e o subsídio pago pela Prefeitura é de R$ 0,15, somando um valor médio de R$ 2,32. Ou seja: a cada vez que um passageiro passa pela catraca há um prejuízo de R$ 0,38 para o sistema, que é administrado pelas empresas.

A tarifa é resultado de vários fatores:

1) Falta de mobilidade urbana

A cidade cresce, o número de veículos nas ruas aumenta e os engarrafamentos se tornam um incômodo constante. Nos horários de pico, os ônibus andam em média a 6km/h, enquanto o ideal para não provocar atrasos é de 20km/h! Com os ônibus transitando a velocidades reduzidíssimas em função dos congestionamentos, há aumento do desgaste dos veículos, do custo de manutenção e do consumo e combustível.

Nos últimos anos, para compensar o aumento no tempo dos percursos decorrentes dos engarrafamentos, as presas aumentaram o número de ônibus na cidade (eram 402 em 2003, hoje são 466 em circulação), mas a situação é tão crítica que a população não consegue usufruir desta expansão na frota, que foi suficiente apenas para manter os horários oferecidos.

A consequência mais grave é o inevitável aumento nos custos (mais quilometragem, mais frota, mais pessoal, mais combustível, mais peças mas o mesmo número de passageiros), que impossibilitam qualquer investimento na melhoria do serviço.

2) Falta de políticas públicas

Os governos federais e estaduais, dentro de suas competências legais, não têm políticas públicas para o transporte coletivo. Uma saída seria a redução de IPI, COFINS, PIS, ICMS e encargos sobre a folha salarial. Por ser um serviço essencial à população, o transporte público deveria ser incluído na cesta básica do país.

3) Política tarifária

Cabe à Prefeitura determinar a forma de cobrança e os valores da tarifa: integração tarifária plena ou pagamento parcial do segundo deslocamento. A atual política tarifária onera muito os passageiros das linhas curtas, que buscam outras alternativas de transporte – entre elas o veículo particular ou motocicleta – que aumentam os congestionamentos nas vias urbanas e todos os problemas decorrentes.
4) Incentivo ao uso de veículo particular

Enquanto faltam ações para facilitar o transporte coletivo, o governo federal incentivou a aquisição de veículos particulares com a redução do IPI, o que aumentou significativamente o volume de carros nas ruas – e com isso os engarrafamentos.

Por um transporte melhor e mais barato para todos!

Consideramos legítimo o movimento dos estudantes e gostaríamos de ver esta mobilização fortalecida por outras categorias na luta por um transporte melhor e mais barato, atuando diretamente nas causas que constroem um sistema de transporte coletivo e eficiente. A questão tarifária é, como falamos, um resultado matemático em função das condições políticas e econômicas de funcionamento do serviço.
É preciso lutar pelo incentivo ao transporte coletivo sobre o individual, priorizando a circulação por corredores ou vias exclusivas e defendendo uma tributação federal e estadual mais justa que resulte em benefícios diretos aos usuários.

Florianópolis, 27 de Maio de 2010
SETUF
Sindicato das Empresas
do Transporte Urbano
da Grande Florianópolis

Matéria: Diogo C. Silva - Mobilidade Urbana.

Boa notícia para a Busscar

0 comentários

Após reunião com Lula, gabinete confirma que governo federal vai tentar encontrar solução para a crise

Uma boa notícia para a empresa Busscar Ônibus chegou ontem do Planalto do Planalto, em Brasília. O gabinete da Presidência da República confirmou, depois de reunião entre o presidente Luiz Inácio Lula da Silva e o chefe de gabinete da Presidência, Gilberto Carvalho, que a expectativa do governo federal é encontrar uma solução viável para a empresa e para os trabalhadores.

Lula e Carvalho discutiram nesta quarta-feira a proposta do Banco de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para a reestruturação da Busscar. A empresa de Joinville tem aproximadamente R$ 270 milhões em dívidas. Além disso, os cerca de três mil funcionários da empresa de Joinville estão entrando no segundo mês sem salários e ainda não receberam o 13º do ano passado.

Na semana que vem, representantes do BNDES e de bancos credores da Busscar também vão se reunir para conversar sobre a situação da fabricante de carrocerias. A conversa entre os bancos é necessária para que se façam outros encaminhamentos sobre a recuperação da Busscar.

Na próxima terça-feira, a Busscar também tentará, mais uma vez, avançar nas negociações com o BNDES em busca de reestruturação de crédito com base na venda de veículos para a Guatemala. A ideia da empresa é antecipar metade dos US$ 115 milhões (cerca de R$ 210 milhões) que serão gerados com a exportação de 1.350 ônibus para o país da América Central.

Com esse dinheiro, seria possível, por exemplo, produzir os veículos, pagar todos os salários atrasados até hoje e dar início a uma recuperação, pois haveria atração de outros clientes. Assim, a empresa acredita que teria produção garantida até o final do ano.

Com informações: A Notícia

Vândalos apedrejam cinco ônibus (Grande Florianópolis)

0 comentários
Passageiros de cinco ônibus que transitavam pela BR-101 na noite de quarta-feira, véspera de feriado, em Biguaçu, na Grande Florianópolis, viveram momentos de tensão. Cinco coletivos tiveram os vidros apedrejados. Um motorista ficou ferido. A ação, semelhante a usada por assaltantes que tentam fazer veículos pararem para roubar os ocupantes, é tratada pela polícia apenas como vandalismo. Ninguém foi preso.

Há dois anos os ataques ocorrem com intensidade na mesma região e em dias de feriadão. Na quarta-feira, os ônibus que seguiam no sentido Sul-Norte voltaram a ser atingidos entre 20h e 20h20min nos kms 201 a 197. A Polícia Rodoviária Federal (PRF) encontrou bolas de gude e pedras dentro dos ônibus. A suspeita é que esses objetos foram arremessados com estilingues.

Um deles acertou o parabrisa e o rosto do motorista, que precisou ser medicado. Foram atingidos ônibus de linhas das empresas Catarinense, Pluma e Eucatur. Após os ataques, a PRF escoltou os coletivos que passavam pelo trecho, que é bastante movimentado e tem áreas urbanizadas nas margens da pista.

A polícia afirma que há risco de tragédias no trânsito caso algum motorista seja atingido gravemente.

Os crimes são investigados por policiais do setor de inteligência da PRF, e pela Polícia Civil de Biguaçu. O DC tentou contato com a delegacia de Biguaçu ontem, até as 18h. O delegado que ficará responsável pelo caso não estava. Ele volta a trabalhar apenas na segunda-feira, devido ao feriado.

Especialista em transporte aponta soluções para melhorias da mobilidade urbana em Florianópolis

0 comentários
O diretor da empresa de Transporte Metropolitano de Barcelona (TMB), Daniel Saez, visitou a Câmara de Vereadores de Florianópolis nesta terça-feira e apresentou aos técnicos da prefeitura como funciona o transporte coletivo de Barcelona, considerado uma referência mundial.

Depois de conhecer o sistema de ônibus de Florianópolis, Saez apontou possíveis soluções para melhorias da mobilidade urbana e volta à Espanha com uma proposta de colaboração com a prefeitura da Capital.

— Nossa intenção é compartilhar com Florianópolis as soluções que apontamos para melhorar o transporte em Barcelona — afirma o especialista em trânsito.

A TMB faz trabalhos de consultorias para cidades em diversas partes do mundo, como Porto (Portugal) e Bogotá (Colômbia). O primeiro contato com a empresa foi feito em abril, durante uma viagem do presidente da Câmara dos Vereadores, Gean Loureiro, à Espanha, quando Saez foi convidado a visitar Florianópolis.

Semelhanças com a Espanha

Saez se reuniu com o vice-prefeito, João Batista Nunes, visitou a Câmara de Vereadores e conheceu os terminais de integração de Florianópolis. Para ele, a capital catarinense possui muitas semelhanças com Barcelona no que diz respeito ao volume de trânsito e ao crescimento da cidade.

O principal problema observado pelo diretor espanhol foi a grande quantidade de veículos particulares. Para o vice-prefeito, a visita do especialista é fundamental para subsidiar ações do poder público da capital.

— Essa troca de experiências é de extrema importância. Muitas pessoas costumam criticar o sistema, mas ninguém aponta soluções e é isso que estamos buscando — disse o vice- prefeito.

Cinco pontos que costumam melhorar o transporte:

1. Menos carros

O principal problema de mobilidade em cidades de médio e grande porte é a quantidade de veículos particulares nas ruas. Para mudar esse quadro, ele afirma que as empresas de transporte público precisam ser capazes de convencer as pessoas a deixarem o carro na garagem e usarem os ônibus e trens, se houver. Apesar de ter chegado terça a Florianópolis, ele percebeu esse problema na cidade — para uma população de 408 mil habitantes, a frota de automóveis é de 183,3 mil veículos.

2. Agilidade

O primeiro passo para fazer com que mais pessoas andem de ônibus, de acordo com Saez, é melhorar a eficiência do transporte, fazendo com que ele seja mais rápido. É preciso passar a ideia de que o passageiro não ficará esperando por muito tempo para pegar o ônibus, mostrar que ele chegará mais cedo ao seu destino se for de ônibus e que o transporte coletivo é mais sustentável do que o individual.

3. Caminho livre

Em Barcelona, na Espanha, uma das medidas que está sendo estudada para melhorar o transporte coletivo é a implantação de um sistema de onda verde nos semáforos, para que a passagem dos ônibus seja facilitada. É uma opção que deve ser estudada para Florianópolis.

4. Traçado

Melhorar o traçado das linhas existentes, estudar qual a distância entre os pontos de ônibus e definir que locais da cidade têm maior demanda são fundamentais para aumentar a eficiência do transporte. Em Barcelona, a empresa Transports Metropolitans está fazendo esse tipo de levantamento e a ideia de Saez é que em Florianópolis se faça o mesmo — caso a parceria com a prefeitura seja fechada.

5. Mais alternativas

É possível implantar outros sistemas de transporte público na cidade a partir de um estudo. Segundo o diretor, para isso é necessário avaliar qual a quantidade de usuários de Florianópolis e com isso definir a alternativa de transporte que se adapta melhor às necessidades e a realidade da cidade. Duas opções mencionadas por Saez são o BRT (Bus Rapid Transit), sistema de ônibus implantado em Curitiba, e o "tramway", tipo de trem elétrico.

Outros especialistas já passaram pela cidade

Saez não é o primeiro especialista a visitar a capital catarinense para avaliar o sistema de transportes. No último final de semana, o arquiteto e urbanista espanhol Josep Acebillo, responsável principal pelo planejamento de Barcelona para receber os Jogos Olímpicos de 1992, também esteve em Florianópolis.

No mês de abril, técnicos do escritório do arquiteto Jaime Lerner vieram a Florianópolis para um encontro com representantes da prefeitura. Eles discutiram o sistema ônibus BRV (Bus Rapid Transit), implantado na cidade de Curitiba.

O transporte público da capital catarinense é frequentemente criticado por ser lento, pouco eficiente e caro. Atualmente, a passagem de ônibus do sistema integrado é de R$ 2,95 para quem paga em dinheiro e R$ 2,38 para quem tem cartão.

quarta-feira, 2 de junho de 2010

Tribunal de Contas recomenda suspensão da licitação dos ônibus de Gaspar

0 comentários
O Tribunal de Contas do Estado (TCE) recomendou a suspensão do processo licitatório que escolheu a empresa de transporte coletivo de Gaspar. Segundo o órgão fiscalizador, houve irregularidades no edital de concorrência, feito em 2002 e vencido pela Auto Viação do Vale. A decisão do TCE segue para o Ministério Público Estadual, em Florianópolis, que pode fazer nova investigação e abrir um processo judicial.
O edital lançado pelo município previa que os ônibus deveriam ter três portas de acesso.

De acordo com o diretor de Controle de Licitações e Contratações do TCE, Édison Stievem, depois de terminada a licitação, a prefeitura fez um questionamento a uma empresa de consultoria de trânsito, que não considerou essencial esse requisito. Assim, a Auto Viação do Vale foi a autorizada a rodar com ônibus de duas portas durante a vigência do contrato, que é de 20 anos.

Porém, a Viação Verde Vale, que participou da concorrência, ingressou com uma representação junto ao Tribunal de Contas do Estado contestando algumas cláusulas do edital, como a exigência de que os ônibus tivessem três portas de acesso. Em resposta, o Tribunal de Contas do Estado entendeu que empresas excluídas do processo por não atenderem a esta exigência foram prejudicadas. O município teve prazo para se justificar, mas o pleno não aceitou os argumentos de defesa.

Prefeitura tem 30 dias para recorrer

A decisão do TCE inclui multa de R$ 1 mil para o município. O parecer foi publicado no Diário Oficial de segunda-feira e, a partir dessa data, corre prazo de 30 dias para que o município recorra da decisão. O procurador geral do município, Mário Mesquita, explica que a prefeitura recorrer no Tribunal de Contas e tomar medidas judiciais para evitar a interrupção do transporte coletivo no município.
Em Gaspar, 117 mil pessoas usam o transporte público por mês, em 17 linhas oferecidas pela Viação do Vale. A passagem custa R$ 2,35.

JORNAL DE SANTA CATARINA

Lula avalia proposta do BNDES para recuperação da Busscar nesta quarta

0 comentários
As próximas horas vão ser acompanhadas minuto a minuto pelos donos de mais de 3 mil relógios. Amanhã, o presidente Lula discute com o chefe de gabinete da presidência, Gilberto Carvalho, uma proposta do BNDES para a recuperação da Busscar Ônibus.

Mas parte da conversa de amanhã já foi definidas hoje. Às 15 horas, a diretoria da empresa e representantes do trabalhadores encontram credores e técnicos do BNDES em uma reunião na sede do banco, no Rio de Janeiro.

Segundo o BNDES, o encontro deve contribuir para uma renegociação das dívidas da Busscar. Já o representante dos trabalhadores, Esbaldini Testoni, diz que para a empresa esta é uma oportunidade efetivar a liberação de recursos relativos ao projeto Guatemala. A operação, que consiste na exportação de 1.350 ônibus para o país, resultaria em US$ 115 milhões para a fabricante de carrocerias, que pretende receber antecipadamente cerca da metade do valor.

“Com o dinheiro, seria possível produzir os veículos, pagar os salários e dar início a uma recuperação, pois atrairíamos outros clientes. Teríamos produção garantida até o final do ano”, explica Testoni, que sabe da importância desta tarde, mas espera ansioso pela resposta do presidente.

Os dois momentos são aguardados pelos funcionários da Busscar. Eles estão prestes a entrar no segundo mês sem salários, ainda não receberam o 13º de 2009 e perderam o plano de saúde. Um grupo chegou a cogitar uma ida para Brasília, com o objetivo de acompanhar de perto as movimentações.

Ontem, cerca de três mil trabalhadores, das unidades de Joinville e Rio Negrinho, ouviram os agradecimentos do presidente da Busscar, Cláudio Nielson, pela cooperação no momento de dificuldade. A diretoria não apresentou um cronograma de pagamentos.

Com informações do jornal A Noticia

terça-feira, 1 de junho de 2010

Vice-prefeito e manifestante discutiram o transporte público de Florianópolis em debate online

0 comentários
O reajuste da tarifa de ônibus na Grande Florianópolis foi discutido na manhã desta terça-feira entre o vice-pefeito de Florianópolis, João Batista Nunes, e um dos líderes da manifestação de estudantes contra o aumento da passagem, Diógenes Moura Breda.

Ambos participaram de um debate online sobre o tema. João Batista mostrou seu posicionamento sobre o reajuste e abordou as dificuldades do sistema urbano atual. Diógenes defendeu uma auditoria série da planilha de custos da tarifa, que considera abusiva.

Rodoviários de Natal decidem não paralisar serviços

0 comentários
A categoria dos rodoviários estão montando uma estratégia de trazer a opinião pública para o seu lado. Por isso, na assembléia geral desta segunda-feira (31), eles decidiram não paralisar a prestação do serviço de transporte coletivo em Natal, como forma de pressionar o sindicato patronal a voltar à mesa das negociações sobre o novo acordo coletivo de trabalho, que foram suspensas na quinta-feira da semana passada.

“A greve será o nosso último instrumento de luta”, disse o presidente do Sintro-RN, Nastagnan Batista, que à noite se reuniria com os outros diretores do Sindicato para definir uma estratégia de pressão contra os patrões.

Batista disse, ainda, que “em respeito aos usuários” do transporte coletivo, a categoria decidiu não paralisar o sistema no horário do “rush”, justamente quando os usuários desse serviço estão indo para o trabalho, ou voltando para as suas casas. “O usuário não é responsável por essa divergência dos patrões e não pode pagar por isso”, completou ele.

Os rodoviários realizaram uma manifestação pela manhã parando os coletivos em toda região do centro da cidade. Em pontos como o terminal rodoviário da Ribeira e a avenida do Contorno, próximo ao Passo da Pátria, os ônibus estacionaram, formando longas filas e obrigando os passageiros a descerem, ou aguardarem pelo fim do protesto, que durou quase duas horas. O tráfego dos demais veículos, embora prejudicado, não foi impedido pelos manifestantes.

“Iremos realizar os protestos que forem necessários para conseguirmos avançar nas negociações e obter o reajuste merecido para os rodoviários”, deixou claro o presidente do Sintro-RN.

Com informações da Tribuna do Norte