quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Terminais rodoviários do Distrito Federal estão em péssimas condições

Na chegada do terminal de Taguatinga, há lixo por todo lado. Os restos das baias demolidas, onde ficavam os camelôs, não foram retirados. Na pista, pedaços de pau alertam para o bueiro sem tampa. As calçadas e bancos servem de abrigo para muitos moradores de rua, assim como a parte inferior da escada. 

As paredes são esburacadas e as caixas de esgoto não têm tampas. Madeira e jornal são utilizados para cobrir as janelas sem vidros. Lojas abandonadas viraram moradia para pombos. E carros particulares e táxis estacionam nas baias reservadas para os ônibus. 

Na rodoviária do Plano Piloto, buracos ameaçam a passagem dos ônibus. Uma das baias está tão comprometida que é perigoso entrar e sair. As calçadas estão desgastadas, os banheiros desativados e as escadas rolantes, quebradas. Existem muitas lixeiras, mas elas não dão conta do lixo produzido no local. 

A Secretaria de Transportes informou que, com o fim da greve da Novacap, os buracos devem ser cobertos em breve. O banheiro foi quebrado de madrugada, já foi consertado e reaberto. As escadas rolantes não suportam a quantidade de pedestres, apesar de manutenção diária. 

A administração de Taguatinga afirmou que ninguém tem permissão para ficar no terminal desativado - que só funciona para ônibus interestaduais agora. E que vai acionar o governo para tomar as providências cabíveis. 

Com informações da TV Globo

Nenhum comentário: