quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

Passagem de ônibus deve aumentar até 6% em Florianópolis neste ano

Valores podem passar para R$ 2,52 no cartão e R$ 3,12 no pagamento em dinheiro

Ainda não tem data para acontecer, mas Florianópolis vai aumentar em até 6% o preço da passagem de ônibus em 2011, o que pode elevar os valores da tarifa para R$ 2,52 no cartão e R$ 3,12 no pagamento em dinheiro. A secretaria de Transportes da Capital promete que o reajuste não vai ultrapassar este percentual, baseado no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

O percentual de reajuste nem sempre é o mesmo para as duas tarifas. No último, em maio de 2010, a passagem paga no cartão passou de R$ 2,20 para R$ 2,38 (8%). No dinheiro, subiu de R$ 2,80 para R$ 2,95 (5,3%). O aumento veio antes de uma greve dos trabalhadores, mas não impediu o protesto de estudantes e usuários.

O secretário de Transportes, João Batista Nunes, garantiu que o reajuste vai acompanhar o INPC, que geralmente fecha próximo aos 6%. De acordo com ele, o aumento anual é necessário, por causa das despesas no sistema de transporte.

O valor da tarifa é calculado com base em custos variáveis, como combustível, peças e acessórios. Também são levados em conta os gastos fixos, como salário dos trabalhadores, tarifa de utilização dos terminais, desgaste dos ônibus e impostos.

Um levantamento, feito pelo Diário Catarinense, entre as 10 cidades mais populosas do Estado, mostrou que a passagem paga em dinheiro da Capital — R$ 2,95 — é a mais cara, junto com Blumenau. Se analisado o valor cobrado no cartão, a tarifa mais alta também é da cidade do Vale do Itajaí, onde custa de R$ 2,57, seguida por Joinville (R$ 2,55).

Para o secretário, a comparação da Capital deveria ser feita apenas com o valor cobrado no cartão. De acordo com ele, 85% dos 200 mil usuários de ônibus de Florianópolis têm o cartão.

— Os demais usam o ônibus esporadicamente. Mesmo assim, qualquer pessoa pode fazer o cartão para pagar a menor tarifa. Não posso concordar que temos a mais cara do Estado.

Usuário em Blumenau paga por dois sistemas

Em Blumenau, onde o último reajuste foi em dezembro de 2010, o presidente do Serviço Autônomo Municipal de Trânsito e Transportes (Seterb), Rudolf Clebsch, explica que a permanência do cobrador, assegurada por lei, é o que mais encarece o serviço público.

— Aqui, o usuário paga a permanência desse trabalhador e o sistema eletrônico. O cobrador custa R$ 0,39 da passagem, sendo que 45% da tarifa é custo de mão de obra — justifica.

Ele observa que em Joinville, por exemplo, que tem a segunda tarifa mais cara do Estado, não há mais cobrador.

Tarifa nas 10 maiores cidades catarinenses

Joinville
Passagem: R$ 2,55 (antecipada) R$ 2,90 (embarcada)
Último reajuste: janeiro de 2011

Florianópolis
Passagem: R$ 2,38 (cartão) R$ 2,95 (dinheiro)
Último reajuste: maio de 2010

Blumenau
Passagem: R$ 2,57 (cartão) R$ 2,95 (dinheiro)
Último reajuste: setembro de 2010

São José
Linhas Interbairros: de R$ 1,70 a R$ 2,20 (dinheiro e passe)
Último reajuste: fevereiro de 2010
Intermunicipais (ligam o município a Florianópolis): de R$ 2,25 a R$ 3,70

Criciúma
Passagem: R$ 2,30 (cartão) R$ 2,50 (dinheiro)
Último reajuste: 2009

Chapecó
Passagem: R$ 2,03 (cartão) R$ 2,30 (dinheiro)
Último reajuste: janeiro de 2010 (só para a passagem paga em dinheiro)

Itajaí
Passagem: R$ 2,45 (antecipada) R$ 2,80 (embarcada)
Último reajuste: novembro de 2010

Lages
Passagem: R$ 2,30 (cartão) R$ 2,40 (dinheiro)
Último reajuste: janeiro de 2011

Jaraguá do Sul
Passagem: R$ 2,50 (cartão) R$ 2,80 (dinheiro)
Último reajuste: fevereiro de 2010

Palhoça
Passagem: R$ 2,25 (dinheiro e passe)
Último reajuste: julho de 2010

Últimos aumentos na Capital

Janeiro de 2008
Reajuste de 4,15%
Tarifa cartão: de R$ 1,90 para R$ 1,98
Tarifa dinheiro: de R$ 2,40 para R$ 2,50

Janeiro de 2009
Reajuste de 6,66%
Tarifa cartão: de R$ 1,98 para R$ 2,10
Tarifa dinheiro: de R$ 2,50 para R$ 2,70

Agosto de 2009
Reajuste de 5%
Tarifa cartão: de R$ 2,10 para R$ 2,20
Tarifa dinheiro: de R$ 2,70 para R$ 2,80

Maio de 2010
Reajuste de 8% no cartão e 5,3% em dinheiro
Tarifa cartão: R$ 2,20 para R$ 2,38
Tarifa dinheiro: R$ 2,80 para R$ 2,95

Fonte: Diário Catarinense

Nenhum comentário: