terça-feira, 31 de maio de 2011

Metra completa 14 anos de operação no Corredor ABD

0 comentários
Metra completa 14 anos de operação no Corredor ABD e recebe prêmio como melhor empresa de transporte metropolitano pela EMTU

Maria Beatriz Setti Braga, presidente da Metra, afirma que sucesso da empresa é fruto de trabalho e valorização do ser humano
ônibus
A Metra completou no dia 24 de maio, 14 anos de operação no Corredor ABD e na mesma semana conquistou o primeiro lugar no IQT – Índice de Qualidade do Transporte da EMTU. Empresa, operadora do Corredor ABD evolui com o tempo e promete mais inovações em breve. Na imagem, um Caio Vitória Articulado Volvo B 58 dos anos de 1990 ao lado da nova geração de articulados que veio para o Corredor, composta de ônibus Caio Millennium II Mercedes Benz O 500 UA. Foto: Adamo Bazani.
“Muito trabalho, muito empenho, muita luta. O sucesso é decorrente de tudo isso. Da luta do dia a dia, quando todos se unem em prol de um objetivo que é valorizar o ser humano”

É desta forma que a presidente da Metra – Sistema Metropolitano de Transportes Ltda, Maria Beatriz Setti Braga explica o conceito e a imagem que a companhia conquistou entre o poder público e a população.
Este trabalho desenvolvido em busca do constante aperfeiçoamento dos serviços rende diversos reconhecimentos, premiações e certificações.

Na última sexta-feira, dia 27 de maio de 2011, a Metra conquistou pelo segundo ano consecutivo o primeiro lugar no ranking do IQT – Índice de Qualidade do Transporte, da EMTU – Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos, gerenciadora dos sistemas de ônibus intermunicipais.

domingo, 22 de maio de 2011

"Histórias de...": Tribus da Itapemirim

0 comentários
Há décadas modelos marcam os transportes rodoviários no Brasil e atenderam uma necessidade de veículos maiores e mais estáveis ainda na época que ônibus de três eixos não eram comuns no Brasil

Por: Leonardo Luigi Maffei

Aqui nesta matéria você irá conhecer mais sobre os Tribus da Viação Itapemirim, Nomenclaturas, modelos, chassis, motores e prefixos na qual pertencem. Assim quando você ver um Tribus na Rua, mesmo que seja vendido você irá saber que ele é de tal modelo!
ônibus
Foto: Adamo Bazani.
PRIMEIROS TRIBUS

Inicialmente eram adaptações de chassis O355 e O362 e encarroçados em Ciferal Dinossauro, depois vieram os Nielson Diplomata que já saiam com o chassi construido dentro da matriz da empresa, possuíam motor OM355LA, Eram Registrados como ITAPEMIRIM/12045 e ITAPEMIRIM/SBVM.

Como é conhecido: TRIBUS
Modelo: CIFERAL DINOSSAURO
Modelo Chassi: MERCEDES-BENZ O355 e MERCEDES-BENZ O362
Prefixos: 100XX
Motor: Mercedes Benz OM355LA
Caracteristica mais marcante: Tem chassi Mercedes mas não possui costeleta (a divisão entre os pneus traseiros na carroceria, com as duas rodas traseiras num vazado único aparente).

Como é conhecido: TRIBUS
Modelo: NIELSON DIPLOMATA 2.60
Modelo Chassi: ITAPEMIRIM 12045 e ITAPEMIRIM SBVM
Prefixos: 101XX
Motor: Mercedes Benz OM355LA
Caracteristica mais marcante: Tem chassi Mercedes mas não possui costeleta.

Seminário sobre ônibus em São Paulo

0 comentários
São Paulo discute ônibus e Corredores em Seminário sobre Transportes e Mobilidade
Evento é aberto ao público e vai ser realizado na sede do Sindicato dos Engenheiros, dia 25 de maio, no centro de São Paulo

É um consenso entre os vários setores da sociedade que os corredores exclusivos para ônibus agem sobre vários aspectos das cidades, tornando-as mais agradáveis e eficientes.

Entre estes vários aspectos podem ser destacados alguns que chamam mais a atenção:
  • Democratização do Espaço Urbano: Em qualquer democracia que se preze, a maioria de ter voz, direito e prioridade. Sendo assim, se é feito um espaço exclusivo para o ônibus, a cidade se torna mais democrática e aproveita melhor seu concorrido espaço. É uma questão lógica dar prioridade a um veículo que em 12 metros de comprimento transporta de 70 a 80 pessoas em relação a um carro de passeio que em 5 metros não transporta mais que 4 passageiros. Isso sem contar que a maioria dos ônibus, mesmo que nos horários de pico somente, andam com a lotação máxima (e as vezes extrapolam), sendo que a grande maioria dos carros de passeio circula só com seu motorista ou no máximo um outro passageiro. Colocando no final das contas, um ônibus, em 12 metros, transporta o equivalente entre 35 e 70 carros, que ocupariam entre 175 e 350 metros. Em outra comparação, um ônibus de 12 metros, pode “eliminar” um quarteirão de carros. Por isso, ele precisa de prioridade
  • Ambiental: Se levarmos em conta esses números acima que são reais, mesmo um ônibus poluindo mais que um carro por unidade, esta emissão maior de poluentes é compensada porque ele pode substituir sozinho uma frota de carros. Se o ônibus está num corredor, ele opera em condições melhores, em marchas mais altas, não precisa ficar no para e anda dos congestionamentos e por isso, emite menos poluentes, pois todo o esforço do motor é transformado em eficiência de fato. Mais uma vantagem dos corredores de ônibus na questão ambiental? Em corredores são possíveis trafegar ônibus mais caros com tecnologia amigável ao meio ambiente, como veículos híbridos, diesel, só que com motorização mais moderna e os trólebus, que se bem aproveitados e se receberem a priorização em corredores, como ocorre no sistema da Metra, no ABC Paulista, mostram que têm futuro e que são atraentes para investimentos, já que, além de não poluírem e terem manutenção com preço acessível, duram mais de 3 vezes que um ônibus comum
  • Econômico: Cidades médias e grandes perdem muito tempo e dinheiro com o trânsito. São bilhões de reais por ano que literalmente são queimados nos tanques dos combustíveis de veículos amontoados em vias que privilegiam o transporte individual, que cresce vertiginosamente, que poluem o ar e muita coisa, enquanto a cidade fica parada no trânsito, deixa de ser produzida. Nem que seja a “produção” de um tempo a mais com a família, para o consumo, para o descanso. Com corredores de ônibus que fazem com que os coletivos cheguem mais rapidamente aos destinos, os trabalhadores chegam nos serviços menos cansados e produzem melhor. Sobra tempo para se dedicarem a um curso ou se especializarem, o que também incrementa economia ou mesmo para os trabalhadores cuidarem da saúde ou da família, Para as empresas, é vantagem, pois além de ter um funcionário mais motivado e que trabalhe melhor, elas têm mais certeza de que os empregados não chegarão atrasados por conta do trânsito ou do ônibus quebrado pelas más condições das vias, o que não ocorre em corredor.
  • Viabilidade o transporte coletivo e menos gastos para os cofres públicos: Em corredores de ônibus, é possível planejar melhor as linhas, as integrações e com menos veículos atender um número maior de pessoas, pois em vez de dois ônibus focarem presos num único sentido, no congestionamento, no corredor, com espaço livre, um ônibus de maior porte pode fazer o serviço equivalente a até três coletivos. Com menos ônibus e mais demanda, o sistema de transportes se torna economicamente viável e. com a cobrança por parte do poder público e da sociedade, por esta viabilidade é possível diminuir subsídios de impostos para as empresas de ônibus, criar mais integrações e possibilitar tarifas menores. Não é utopia. Há exemplos clássicos disso. É justamente isso que explica o fato de Curitiba, que investe em BRT (Bus Rapid Transit – corredores de ônibus modernos) desde os anos de 1970, ter uma tarifa de R$ 2,50 num sistema que pelo pagamento de uma só passagem permite andar em 14 municípios, enquanto São Paulo, com R$ 3,00 só possibilita a integração por algumas horas no Bilhete Único e Santo André, com tarifa de R$ 2,90, não permite integração sequer dentro dos terminais.

Mas como estão os investimentos em Corredores em São Paulo?

sábado, 21 de maio de 2011

Licitação de Niterói: Graças ao BRT, número de ônibus será reduzido, mas atendimento será ampliado

0 comentários
O passageiro atualmente não é bem atendido apenas pelo fato de haver bastante ônibus na região onde mora, trabalha ou estuda. Mas quando o sistema é eficiente, possibilitando maior velocidade dos ônibus que podem fazer o mesmo trajeto com menos unidades.

Essa é a proposta do verdadeiro BRT – Bus Rapid Transit, um sistema atualizado e moderno de transportes públicos, dentro do orçamento de qualquer cidade e que faz do ônibus, trafegando em corredores exclusivos, com possibilidade de pagamento da passagem antes do embarque e acessibilidade para qualquer passageiro, oferecer o máximo que pode ser extraído destes veículos, que estão cada vez mais modernos.

A redução do número de ônibus ao mesmo tempo que o sistema e a capacidade de atendimento são ampliados é um sonho possível pelo BRT em todo o mundo, se tornando realidade em países de diversas condições financeiras e sociais.

E com investimentos em BRT, a Prefeitura de Niterói, no Rio de Janeiro, anuncia que após a realização da licitação dos transportes, que deve ser lançada dentro de três semanas, será possível reduzir de 600 para 300 o número de ônibus em circulação na cidade e aumentar o número de passageiros beneficiados.

A licitação, na verdade, já deveria estar pronta. Era previsto que ela saísse do papel em 2009, mas problemas burocráticos, tanto do poder público como das empresas, proporcionaram esse atraso de mais de dois anos.

A licitação dos transportes por ônibus em Niterói, no Rio de Janeiro, faz parte do Plano Municipal de Transporte e Trânsito, apresentado em 2009 pelo prefeito Jorge Roberto Silveira e pelo arquiteto Jaime Lerner, considerado o idealizador do primeiro sistema de BRT – Bus Rapid Transit do Mundo, em 1974, em Curitiba, que se moderniza com o tempo e é considerado modelo internacional de sistemas de transportes.

O BRT – Bus Rapid Transit – custa 10 vezes menos que o Metrô e tem a implantação 5 vezes mais rápida. A capacidade de atendimento do Meto, no entanto, é bem maior. Mas o BRT não fica atrás de outros modais, neste quesito, como monotrinho e VLT. Ele pode custar entre 4 e 5 vezes menos que o Veículo Leve sobre Trilhos e que o monotrilho tem atendimento e velocidade operacional compatível e tem uma vantagem indiscutível: a flexibilidade. Há possibilidade de diversos serviços num mesmo trajeto, secção de linhas e, como as cidades são dinâmicas, com os pólos de demanda (áreas de geração de emprego e renda e adensamento populacional) podendo mudar ao longo do tempo, o BRT foi ser estendido ou ter o trajeto alterado ou mesmo a obra alterada mais facilmente para atender às constantes mudanças de uma sociedade, o que um viaduto de monotrilho ou mesmo um sistema de VLT apresenta maior dificuldade para ser feito.

É justamente esse o caso de Niterói. O Plano vislumbrou mudanças em alguns pontos da cidade que interferem no perfil de deslocamento.

Essa agilidade e flexibilidade só puderam ser oferecidas pelo BRT. Um corredor de ônibus bem planejado não destoa do ambiente urbano e pode se integrar a ele e oferecer vantagens como canteiros ajardinados e ciclovias.

A racionalização das linhas de ônibus pode ser considerada outra vantagem do sistema de BRT.

Na licitação que deve ser lançada em 3 semanas, Niterói prevê extinguir 13 linhas de ônibus ou incorporar parte delas a outras. Além disso, 14 itinerários devem se alterados.

Todo este sistema, segundo a Prefeitura de Niterói deve ser colocado em prática dois anos depois da licitação e só será possível pelo BRT.

A estimativa é que sejam colocadas em funcionamento 09 linhas de BRT. Elas vão agilizar os deslocamentos por transportes públicos na cidade ao interligarem 5 terminais: o João Goulart, no Centro, e outros quatro previstos em Charitas, Piratininga, Largo da Batalha e Caramujo.

O sistema de BRT contará com ônibus articulados, que dispõe de toda a acessibilidade para que embarque e desembarque sejam feitos no mesmo nível do piso da estação e do assoalho do ônibus. O pagamento antes da entrada no veículo, diminui o tempo de parada dos ônibus, já que o acesso pode ser feito por mais de uma porta e não há filas entre a calçada, a porta e a catraca.

Os ônibus devem ser automáticos, com gerenciamento eletrônico oferecendo dados operacionais, de segurança e de consumo para motoristas e também para garagens e centros de controle operacional. Só por trafegarem mais rapidamente em via segregada, podendo levar mais pessoas, o gasto de combustível é menor, evitando diesel queimando a toa. Isso já seria um ganho ambiental, mas o BRT de Niterói vai contar com possibilidade de uso de combustível alternativo, como Biodiesel, por exemplo, sem esquecer que o Projeto de ônibus Flex GNV – Diesel vai se estender para além da capital do Rio. Outra vantagem em relação ao meio ambiente é que os ônibus já seguirão o Padrão Euro V, dentro do Proconve – Programa de Controle de Poluição do Ar por Veículos Automotores, fase 7, o Proconve P 7, que é mais rigoroso em relação à obrigatoriedade de redução de emissão de poluentes, como de óxido de nitrogênio (NOx) e materiais particulados, os grandes vilões do diesel convencional.

Mesmo sem todos estes avanços, já é um grande ganho ambiental, só o fato de um ônibus tipo BRT, que leva 150 pessoas, poder tirar 125 carros de passeio das ruas, levando em consideração a média nacional de que um carro transporta 1,2 pessoa por viagem.

Em entrevista ao Jornal O Globo, o superintendente do Sindicato das Empresas de Transportes Rodoviários do Estado do Rio de Janeiro, Márcio Barbosa, afirmou que as companhias de ônibus se preparam para esta reestruturação dos transportes.

Fonte: Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes. 

terça-feira, 17 de maio de 2011

Trinta e duas viações de ônibus fazem paralisação nesta terça-feira

0 comentários
As viações de ônibus que circulam na capital paulista anunciaram que vão fazer uma paralisação em toda a cidade nesta terça-feira. No total, 32 garagens estão deixando de circular gradualmente e até o final do dia, dos oito mil ônibus, dois mil estarão estacionados.

De acordo com o Sindicato dos Motoristas, a estimativa é de que pelo menos 1,5 milhão de pessoas serão prejudicadas com a paralização. Funcionários do setor de manutenção não estão trabalhando e todos os ônibus que entrarem nas garagens não voltarão mais a circular até às 6h desta quarta-feira.

O sindicato pede reajuste de 6,68%, mais 5% do aumento real, PLR (Participação nos Lucros e Resultados) de R$ 1,1 mil, vale refeição de R$ 15, nomenclatura de funções de todos os funcionários do setor da manutenção, equiparação salarial com o maior piso, que é o de funileiro, ampliação na quantidade de produtos da cesta básica e um plano de saúde de qualidade.

O setor patronal oferece 5,5 % de aumento e R$ 300 PLR para motoristas e R$ 200 para cobradores.

Nesta quarta-feira haverá uma assembleia às quatro horas da tarde para definir se haverá greve. Caso seja decretado estado de greve, a partir de segunda-feira, dia 23, os funcionários irão paralisar definitivamente.

O sistema de Cooperativos, com vans e micro-ônibus, não participa da ação.

MOTORISTAS E COBRADORES DECIDEM SE GREVE CONTINUA NA QUARTA-FEIRA


Protesto deve tirar 2 mil ônibus do horário de pico em São Paulo
Pelo menos 1,5 milhão de pessoas podem ser prejudicadas diretamente e intervalo entre veículos deve aumentar

Pelo menos doismil ônibus deixariam de prestar serviços no horário de pico. Nesta quarta-feira, motoristas e cobradores realizam assembléia para definerem movimento.

Funcionários do setor de manutenção de pelo menos 32 garagens de ônibus da Capital Paulista realizam desde o meio dia desta terça-feira, dia 17 de maio de 2011, uma paralisação por correção e reajuste salarial.
O protesto deve impedir que pelo menos 2 mil ônibus, que deveriam passar por serviços de abastecimento e manutenção, saiam às ruas da Capital Paulista para reforçarem o atendimento da maior demanda do horário de pico.

A SPTrans reconhece a paralisação e diz que pelo menos 6,1 milhões de pessoas podem ser prejudicadas entre usuários diretos e indiretos.

Os setores de manutenção não devem liberar os ônibus que estavam previstos para saírem no horário de pico e que dependem de revisões e checagens do estado para funcionamento.

Os motoristas e cobradores que entram no turno da tarde devem aderir ao movimento e não vão sair com os ônibus sem condições.

De acordo com o sindicato que representa os trabalhadores em transportes públicos na cidade de São Paulo, a categoria reivindica desde março reajuste salarial e correção pela inflação.

A correção reivindicada leva em cinta os índices inflacionários apurados pelo Dieese (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Sócio-Econômicos) entre maio de 2010 e abril deste ano, que acumularam 7,3%. A categoria reivindica participação nos lucros e resultados de R$ 1.100, além de aumento real de 5% e reajuste no valor do vale refeição de R$ 11 para R$ 15.

Ao Ultimo Segundo, o SPUrbanus, sindicato patronal, afirmou que desde o meio dia há regiões que operam com um terço da frota somente.

Os motoristas e cobradores de ônibus também devem parar a exemplo dos funcionários do setor de manutenção. Nesta quarta-feira, dia 18 de maio de 2011, será realizada uma assembléia para definir o movimento.

Fonte: Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes
Com informações: Agência Estado e Último Segundo e eBand

Renovação de frota de ônibus de João Pessoa ultrapassa 60%

0 comentários
Um levantamento feito pela Associação das Empresas de Transportes Coletivos Urbanos de João Pessoa (AETC-JP) revela que de 2008 a 2011 as empresas além de cumprirem a determinação de renovar 10% da frota, anualmente, estão superando a meta chegando a renovar 14% ao ano. Como resultado, nos últimos três anos mais de 60% da frota de ônibus foi renovada, baixando a idade média para apenas 3,6 anos, enquanto a média nacional fica em torno de 5,5 anos. Para o diretor executivo da AETC, Mário Tourinho, os bons índices se devem ao esforço constante das empresas em oferecer um serviço cada vez mais de qualidade e eficiência.
Foto - Divulgação
Atualmente, o sistema de transporte pessoense conta com uma frota de 517 ônibus. A frota está distribuída em 86 linhas que trafegam pelos bairros da capital. Destas, 60 são radiais, 20 são circulares e seis são destinadas à integração em bairros. Para atender a demanda e a dinâmica de funcionamento do sistema de transporte urbano de João Pessoa, as empresas têm ainda 138 ônibus especiais, adaptados com plataformas elevatórias, que facilitam o acesso dos portadores de necessidades especiais ao transporte público da cidade.

A renovação anual de 10% da frota é um acordo firmado entre a Prefeitura e as empresas, através de um termo de Ajustamento de Conduta (TAC). Mário lembra, no entanto, que independente deste acordo, as empresas vem superando o percentual exigido. “O TAC não apenas é cumprido, mas também foi superado em 2008, 2009 e 2010 quando renovamos 14% da frota, somando mais de 200 ônibus novos postos em circulação somente nestes anos”, confirma Mário Tourinho, lembrando que a maioria dos ônibus novos postos em circulação até 2010 são dotados de equipamentos de acessibilidade. A partir deste ano, todos vêm com o equipamento. Como inovação, a frota de João Pessoa também já dispõe de três ônibus articulados. Outros cinco serão entregues provavelmente no próximo mês.

O resultado desses investimentos em renovação da frota tem levado a cidade de João Pessoa a contar com uma das frotas mais novas do Nordeste. “Em João Pessoa temos uma média de idade dos veículos de 3,6 anos. Até o final do ano, mais 40 novos veículos deverão ser incorporados à frota da cidade que, realiza cerca de 5 mil viagens/dia, com o transporte de uma média de oito milhões de passageiros/mês”, explica Mário. “Em 2011 nos comprometemos em colocar em circulação mais de 50 ônibus novos. Dez já foram entregues e os 40 restantes serão incorporados à frota até o final do ano”, finaliza Mário.  

Com informações: Ascom e PBAgora

Sintraturb recebe contraproposta e fará nova assembleia para decidir sobre paralisação

0 comentários
Nesta quarta-feira, três reuniões decidirão se haverá greve do transporte público

O Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Urbano da Região Metropolitana (Sintraturb) confirmou que recebeu uma contraproposta e por conta disso, uma nova assembleia foi marcada para quarta-feira, com três reuniões que irão acontecer às 9h30min, 15h30min e 19h30min. 

O anúncio foi feito na manhã desta terça-feira, pelo secretário de comunicação e imprensa do Sintraturb, Antônio Carlos Martins. Ele explicou ainda, que enquanto houver negociações, não haverá greve. Caso a nova proposta não seja aprovada nesta assembleia, aí sim poderá haver paralisação.

Fonte: Diário Catarinense

Volare Canavial o primeiro miniônibus desenvolvido para o transporte no campo

0 comentários
A Volare, líder no Brasil no segmento de miniônibus, apresenta na Agrishow 2011, feira internacional de tecnologia agrícola em ação, que acontece até o 6 de maio, em Ribeirão Preto (SP), o primeiro miniônibus desenvolvido exclusivamente para o transporte de trabalhadores do campo. A marca é também a única fabricante do segmento a participar de um dos mais importantes eventos nacionais do setor agrícola.

O Volare Canavial é indicado para aplicações severas no campo e no fora-de-estrada, muito comum nas regiões de cultivo do País. O veículo possui maior vão livre (altura em relação ao solo), suspensão reforçada, redução dos balanços dianteiro e traseiro, e para-choques desenvolvidos para maior absorção de impactos, o que proporciona maior facilidade para vencer os obstáculos das estradas de terra e locais de difícil acesso e oferece conforto e segurança para os passageiros. 

Foto: Fernando Manuel
Externamente, o Volare Canavial conta com toldo e mesas retráteis e cadeiras para acomodar os trabalhadores durante as refeições e momentos de descanso, geladeira/reservatório climatizado de 40 litros que mantém a refrigeração por até 12 horas, e pia para higienização. No seu interior, o veículo, com capacidade para transportar até 31 passageiros com conforto e comodidade, poder ser equipado com dois banheiros, masculino e feminino, com chuveiro e ducha higiênica para, por exemplo, descontaminação de trabalhadores que atuam na aplicação de fertilizantes, herbicidas e/ou produtos químicos.

Com motorização MWM 4.12 TCE Euro III, o miniônibus possui comprimento total de 8.085 mm, distância entre-eixos de 4.200 mm e capacidade máxima de tração de 11.000 kg. O veículo apresentado na Agrishow 2011 tem capacidade para transportar 27 pessoas sentadas. 

Outras novidades da Volare no evento são os miniônibus da linha W FLY, que começou a ser produzida este mês. Desenvolvidos com conceito veicular próximo ao aplicado nos automóveis para maior conforto, segurança e acabamento superior, os modelos W9 e DW9 possuem sinalização externa em Full LED, plásticos de engenharia 100% recicláveis nos para-choques, laterais e revestimentos internos que absorvem o impacto e contribuem para a preservação ambiental.

Com capacidade para 31 passageiros, mais motorista, o W9 da Linha WFLY oferece maior espaço interno e tem piso 75 mm mais baixo (menor altura em relação ao solo), o que torna as operações de entrada e saída dos passageiros mais rápidas, seguras e confortáveis. As janelas também são 200 mm mais altas, garantindo maior visibilidade para os passageiros.  

Já o modelo DW9, na versão Unidade Móvel, exposto na Agrishow é equipado com motor Mercedes-Benz OM 904 LA III e possui capacidade máxima de tração de 9.100 kg, capacidade de carga do eixo traseiro de 5.900 kg. 

Rodoviários decidem por greve na Bahia na próxima terça-feira 24

2 comentários
O Sindicato dos Rodoviários decidiu em assembleia realizada na tarde desta segunda-feira (16), deflagrar greve por tempo indeterminado a partir da meia-noite da próxima terça-feira (24), segundo informou o presidente do sindicato, Manoel Machado. 

De acordo com o sindicalista, por lei a greve só pode ser deflagrada após 72 horas da decisão da categoria. Eles decidiram dar o prazo de uma semana para que os representantes das empresas apresentem uma nova proposta. 

A principal reivindicação dos rodoviários é o reajuste de 18%. Na última rodada de negociações, foi oferecido um aumento de 3,72% para os que trabalham em ônibus urbanos e 4,2% para os que atuam nos intermunicipais. Hoje, um motorista de ônibus urbano recebe R$ 1.264 e o cobrador R$ 740.

Segundo Machado, caso não haja nenhuma proposta dos empresários, cerca de quatro mil ônibus devem deixar de circular em Salvador. 

Com informações da Tv Globo

sábado, 14 de maio de 2011

Florianópolis - Greve de motoristas e cobradores pode ocorrer.

0 comentários
Os trabalhadores do transporte público da Grande Florianópolis devem paralisar os trabalhos a partir da próxima semana. O indicativo de greve foi confirmado no dia 10 deste mês, em assembleias realizadas pelo sindicato dos trabalhadores, ao lado do Ticen, no Centro da Capital.

Por unanimidade, motoristas e cobradores decidiram não aceitar a proposta apresentada pelas empresas de ônibus, que ofereceram aumento de 8% nos salários, com ticket de refeição passando de R$ 340 para R$ 380.

Segundo o secretário de comunicação do Sintraturb, Antônio Carlos Martins, a categoria tem voltado as negociações deste ano para as chamadas "cláusulas sociais". As principais reivindicações são a redução da jornada de trabalho de seis horas e 40 minutos para seis horas, o fim dos turnos especiais de três horas e a revisão do pagamento do seguro contra acidentes.

De acordo com o secretário de Finanças e Jurídico do sindicato, Deonísio Linder, a paralisação pode acontecer (por lei) somente 72 horas depois da declaração de greve. A categoria já divulgou a greve para que a população saiba com antecedência da ação.

Não sabemos se vamos parar quando fechar as próximas 72 horas, mas isso pode acontecer. Um jornal informativo do sindicato deve avisar a população sobre o início da greve. Ainda vamos negociar, mas só vamos parar se a prefeitura e as empresas não aceitarem nossos pedidos - disse Deonísio.

Com informações do Diário Catarinense

Rio lança ônibus flex movido a gnv e diesel

0 comentários
O governo do estado apresentou, na manhã desta terça-feira, o ônibus que utiliza tecnologia GNV+Diesel que poderá ser implantado no Rio para a Copa de 2014 e Olimpíadas de 2016. Os testes começam ainda este ano.
FOTO: SALVADOR SCOFONO - GOVERNO DO RIO - DIVULGAÇÃO
O novo sistema é homologado pelo Inmetro e desenvolvido pelo programa Rio Transporte Sustentável. Com eles, os ônibus poderão se locomover utilizando até 90% de GNV e 10% de diesel.

Segundo Julio Lopes, secretário estadual de Transportes, a CEG será a responsável pelo abastecimento e criará 57 garagens para atender 2 mil ônibus. Lopes informou também que incentivos fiscais serão dados para que os empresários troquem a frota.

A presidente do Instituto Estadual do Ambiente, Marilene Ramos, comemorou a iniciativa que, segundo ela, vai diminuir significativamente a emissão de gases de efeito estufa e de particulado, um dos principais problemas de qualidade do ar no Rio.

- Como a frota de ônibus é trocada a cada cinco anos aqui no estado, a expectativa é que o Rio tenha em 2016 a maioria dos ônibus flex, assim como hoje o estado tem quase toda a frota de carros leves com motor flex.

A Federação das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Rio (Fetranspor) informou que não tem conhecimento do projeto e que por isso não faria comentários sobre a viabilidade de o ônibus com tecnologia flex substituir a frota atual.

RIO TERÁ ÔNIBUS HÍBRIDO NOVAMENTE
FOTO: BRUNO ARAÚJO - DIVULGAÇÃO

Desde sábado (15/05/2010) que nossa redação vem recebendo dezenas de e-mails por hora solicitando informações sobre o possível novo ônibus Hibrido que chegou na cidade neste fim de semana.

Na verdade, não se trata de um ônibus novo para novos testes. Os próprios leitores descobriram que se trata do modelo Busscar Urbanuss Pluss apresentado em 2008 na FetransRio (ver matéria), e que estava nas dependência da Coppe UFRJ na Ilha do Fundão.

O veículo que estará sendo utilizado pela empresa Saens Peña, já se encontra com uma nova identidade visual nas dependências da empresa, porém sem destino. Um evento da prefeitura do Rio que seria realizado nesta próxima quinta-feira (20) onde haveria uma apresentação do novo sistema de tração híbrida, foi adiado e ainda sem data marcada, como fomos informados pela Secretaria Municipal de Transportes.

Com informações do O Dia e Prefeitura do Rio de Janeiro

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Sábado 07/05/2011 em Fortaleza: Fretcar sedia 2º Encontro de Busólogos do Ceará

0 comentários
Já pensou em poder conhecer o trabalho de uma empresa de ônibus de perto? Os admiradores de ônibus de Fortaleza e região irão conhecer toda a operação de uma empresa, além de participar de um passeio turistico e cultural promovido pela Fretcar e a equipe do Fortalbus. A ocasião é uma oportunidade para os membros da maior comunidade de busólogos do Ceará estreitar a relação de amizade que o hobby proporciona, possibilitando a interação além dos meios virtuais. 

O evento será neste sábado (7), nas instalações da Fretcar e as inscrições já estão encerradas. Ao longo do evento, haverão palestras e demais atividades durante toda a manhã. 

O Encontro contará com interatividade, surpresas e toda a descontração que é proporcionado aos apaixonados por ônibus.

Fonte: Revista do Ônibus

Linha do tempo (em fotos) da Marcopolo

2 comentários
1949 – Ônibus Nicola rodoviário, com estrutura em madeira e capacidade para 26 passageiros.

1950 – Ônibus urbano com capacidade para 38 lugares, porta-pacotes e revestimento interno feito em Duratex.

1954 - Ônibus Nicola intermunicipal. O primeiro da empresa a ter poltronas reclináveis.

1963 – Ônibus urbano com capacidade média para 32 passageiros sentados, equipado com catraca e mesa para cobrador

MP apura reajuste na tarifa de ônibus em Porto Alegre

0 comentários
A Promotoria do Consumidor do Ministério Público Estadual (MP) abriu inquérito para investigar o transporte coletivo da Capital. A medida foi tomada depois que o vereador Pedro Ruas (PSOL) entrou com uma ação questionando o aumento de tarifas dos ônibus. 

A meta do vereador é anular o reajuste no preço da passagem, que subiu, em fevereiro, de R$ 2,45 para R$ 2,70. Para ele, o aumento não é legítimo porque não houve licitação para contratar os serviços das empresas de transporte nos últimos 22 anos. 

Ruas argumentou que a licitação poderia influenciar o valor da tarifa, tornando-a mais barata. Ele criticou as "prorrogações informais" dos contratos, efetuadas desde 1989. 

O secretário de Mobilidade Urbana e diretor-presidente da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC), Vanderlei Cappellari, salientou que a ocorrência de licitação não influencia no valor da tarifa. 

— A EPTC calcula uma tarifa técnica, baseada no Índice de Passageiro por Km, o IPK — afirma. 

Quanto à licitação, Cappellari garantiu que deve ser aberto novo processo assim que estiverem confirmados e definidos os projetos do metrô e dos BRTs , os ônibus rápidos que circularão nos corredores de Porto Alegre. 

Com informações do Zero Hora

"Ponto de ônibus" em Palhoça, na Grande Florianópolis

0 comentários
Lourdes é uma das usuárias que espera o ônibus ao relento
Foto: Caio Marcelo / Agencia RBS
A situação se repete na maioria dos pontos de ônibus da estrada que liga a BR-101 à passagem do Maciambu e às praias do Sonho, Ponta do Papagaio e Pinheira. Sem abrigo, os passageiros precisam esperar pelos ônibus ao relento. Neste aqui, os próprios moradores tiveram de improvisar o assento.

– Nosso canto aqui é esquecido. Nunca fazem nada nessa parte da cidade. Nossos filhos precisam esperar ônibus sem conforto nennhum, enfrentando frio e chuva – reclama a comerciante Lourdes Mara Trindande, de 48 anos.

E a solução?

Um projeto da prefeitura de Palhoça que solicita cem novos abrigos para o Departamento de Transportes e Terminais (Deter) está emperrado desde março do ano passado, com parecer negativo. O problema é que apenas quatro desses abrigos seriam destinados à SC-433. O novo superintendente de trânsito de Palhoça, Nelson Paiva, promete refazer o projeto a partir da semana que vem. Não há prazo para a instalação dos abrigos.

Onde cobrar

Superintendência de Trânsito de Palhoça. Endereço: Av. Hilza Terezinha Pagani, 289, Parque Residencial Pagani. Atendimento: das 13h às 19h. Telefone: 3279-1700

Fonte: Hora de Santa Catarina

Universitários terão meia passagem em ônibus no Rio

0 comentários
Os universitários terão direito a meia passagem nos ônibus municipais do Rio de Janeiro. O projeto lei que aprova o benefício foi sancionado nesta quinta-feira (5) pelo prefeito Eduardo Paes, no Palácio da Cidade, em Botafogo, zona sul. O desconto será válido a bolsistas do Programa Universidade Para Todos, o ProUni e alunos cotistas.

Cada estudante poderá usar o desconto duas vezes por dia, sem contar sábados, domingos e feriados. O benefício não poderá ser transferido a terceiros ou comercializado. Quem não utilizar o limite o limite ficará impedido de repassar o saldo para os meses seguintes.

As instituições de educação superior devem ser reconhecidas e autorizadas pelo Ministério da Educação. A condição de estudante será comprovada mediante apresentação de documento de matrícula e da Carteira de Identidade Estudantil, emitida pela União Nacional dos Estudantes (UNE) ou pela União Estadual dos Estudantes do Rio de Janeiro (UEE-RJ).

Caso alguma empresa descumpra a lei será penalizada com uma multa de R$1.100, que poderá dobrar em caso de reincidência.

O projeto foi aprovado pela Câmara Municipal do Rio na noite do último dia 23 de março.

A lei foi uma promessa de Eduardo Paes durante campanha eleitoral para a prefeitura do Rio em 2008. Ele chegou a assinar um termo de compromisso para a implantação da meia-passagem com representantes da UNE (União Nacional dos Estudantes).

Fonte: R7.com

segunda-feira, 2 de maio de 2011

Salvador: Rodoviários fazem nova paralisação nesta terça-feira (3)

0 comentários
Segundo o sindicato dos rodoviários, a paralisação está prevista para começar às 4h da manhã e deve se estender até as 10h

Nesta segunda (2), os rodoviários ficaram quatro horas paralisados na Estação da Lapa

Está prevista para esta terça-feira (3) uma nova paralisação dos rodoviários em Salvador e Região Metropolitana. Na noite desta segunda (2), já ocorre a paralisação dos ônibus intermunicipais.

Segundo o sindicato dos rodoviários, a paralisação está prevista para começar às 4h da manhã e deve se estender até as 10h. As linhas que não circularão neste horário ainda não foram definidas. A decisão será tomada em reunião ainda esta madrugada.

Nesta segunda (2), os rodoviários ficaram quatro horas paralisados na Estação da Lapa, das 4h da manhã até as 8h.  Ônibus ficaram parados e os passageiros tiveram que andar longos trechos para chegar à estação.

Os rodoviários reivindicam 18% de reajuste salarial, pagamento de tickets alimentação e folga aos finais de semana.

Fonte: Corrente Baiano

Deficientes visuais de Niterói terão ajuda eletrônica para usar ônibus

0 comentários
A Prefeitura de Niterói, na região metropolitana do Estado do Rio de Janeiro, lança nesta segunda-feira (2) às 17h30, no restaurante Olimpo, em Charitas, o projeto "Mobilidade para pessoas com deficiência visual".

Em caráter piloto, será testado um equipamento eletrônico que alerta o passageiro especial da chegada de sua condução, ao mesmo tempo em que informa ao motorista do ônibus da presença de um cliente deficiente visual no ponto.

O sistema será testado durante um mês na linha 49 (Fonseca-Centro) por dez deficientes visuais voluntários. Eles receberão o aparelho e os resultados colhidos pelo grupo (voluntários e motoristas) vão servir para avaliar a viabilidade técnica e econômica para a adoção do equipamento.

Além de melhorar o atendimento para quem mais precisa, a iniciativa também visa a colocar as empresas de ônibus do município à frente da legislação federal de acessibilidade.

A RioCard possui em seu cadastro ativo mais 145 mil pessoas com algum tipo de deficiência. Os deficientes visuais se dividem em dois grupos: o primeiro é composto por aqueles que possuem amaurose (cegueira total) e o segundo por pessoas que possuem deficiência visual de até 10% ou possuem um campo de visão inferior a 20 graus. Existem 977 usuários no primeiro grupo e 4.813 usuários no segundo, totalizando 5.160 pessoas com deficiência visual. Elas são responsáveis por 4% dos deslocamentos de todas as pessoas com deficiência cadastradas na RioCard.

Fonte: R7.com

Neobus testa o maior ônibus do mundo em Caxias do Sul

0 comentários
O conhecido Mega BRT da Neobus que já foi apresentado em várias capitais, e hoje figura com um modelo ideal de ônibus já utilizado em Curitiba (PR), foi testado pelo fabricante em Caxias do Sul/RS.

A bordo do novo ônibus, jornalistas e convidados pelo fabricante fizeram um teste nesta quarta-feira na linha São Ciro - Kayser - São Ciro. O roteiro bem estratégico, foi mostrar o comportamento do veículo nas ruas da cidade e despertou curiosidade não só de passageiros, mas também de empresários e outros motoristas de ônibus.

De acordo com jornalistas e alguns convidados, durante todo o trajeto o ônibus biarticulado de 28 metros de comprimento, não sofreu nenhuma dificuldade para completar o percurso, antes só feito por ônibus urbanos de padrão normal. 

O teste ainda não diz nada, uma vez que o fabricante poderá abrir negociação com o governo municipal, para se aprovado ter seus ônibus biarticulados rodando no futuro breve.

Fonte: Revista do Ônibus

Motoristas e cobradores atrasam saída de ônibus em Salvador

0 comentários
Cerca de 21 empresas de ônibus que circulam em Salvador (BA) atrasaram a saída das garagens na manhã desta segunda-feira (2). Segundo o tesoureiro do Sindicato dos Rodoviários, Hélio Ferreira, o atraso ocorreu para que diretores da categoria realizassem assembleias nas garagens das empresas sobre campanha salarial deste ano.

De acordo com sindicato, a paralisação será feita durante toda semana, mudando as empresas a cada dia. Os rodoviários reivindicam 18% de reajuste salarial, pagamento de tickets alimentação e folga aos finais de semana. A paralisação começou às 4h e terminaria por volta das 8h, de acordo com representantes da categoria.

Fonte: R7