quinta-feira, 2 de junho de 2011

Rodoviários do ABC continuam paralisação nesta quinta-feira

A paralisação que atinge ônibus municipais e intermunicipais nos sete municípios do ABC que começou na manhã de ontem (1º) continuará hoje, de acordo com o Sindicato dos Rodoviários.

Os motoristas e cobradores do ABC decidiram pela continuidade da paralisação, em assembleia realizada no final da tarde ontem.

De acordo com o presidente do sindicato, Francisco Mendes da Silva, a decisão pela continuidade da paralisação foi unânime.

"Havia cerca de 1,7 mil trabalhadores na sede do sindicato e todos apontaram para a continuidade da paralisação, pois o sindicato patronal não apresentou nenhum proposta diferente", explicou.

A categoria rejeitou a proposta de reajuste salarial de 8% apresentada pelas empresas de ônibus. "Esse foi o segundo percentual que nos foi apresentado e rejeitado. A categoria quer 15% de reajuste e também reivindicamos igualdade da PLR [Participação nos Lucros e Resultados] de motoristas e cobradores, que hoje é diferenciada", disse o sindicalista.

Silva afirmou que a decisão do reajuste salarial será tomada pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT) e enquanto isso não ocorrer a paralisação continua por tempo indeterminado. "A informação é que essa decisão pode ser tomada na quinta feira".

Algumas linhas intermunicipais continuaram operando mesmo depois da greve ter sido decretada, mas o sindicato não deverá realizar mobilizações. "Quem vai para a garagem é porque quer trabalhar. Não podemos impedir essa vontade do motorista. Sou contra piquetes em portas de garagens, pois isso envolve a polícia e desestabiliza o movimento", disse Silva.

Durante a greve de ontem, estima-se que cerca de 50% dos trólebus que circulam no trajeto entre Jabaquara, Diadema, São Bernardo Santo André e São Mateus pararam. Mediante a este cenário, os veículos circulavam cada vez mais lotados, de acordo com os usuários.

Ao todo, a greve afeta 33 empresas de ônibus da região. Em São Bernardo, as linhas municipais funcionam parcialmente. Em Mauá, os terminais de ônibus do centro e de Sônia Maria estão fechados e os ônibus municipais não circulam.

Segundo Silva, a paralisação estava marcada para a semana que vem, mas foi adiantada.

Com informações do DCI News

Nenhum comentário: