quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

Busscar não teme concorrência

Em fase de avaliação do seu plano de recuperação judicial, a Busscar diz que a sinalização da Caio Induscar e da Marcopolo por vir a Joinville demonstra que a mão de obra disponível no município é valiosa e vista com bons olhos pelo setor.

“Tenho de admitir que a Busscar foi uma excelente empresa para formar mão de obra, e eu estou espantado com a capacidade de trabalho desta região. Acredito que Joinville tem capacidade para ser um polo mundial de fábricação de ônibus”, avalia Euclides Ribeiro S. Júnior, advogado e porta-voz da Busscar.

O advogado cita ainda a proximidade de Joinville aos portos de Itapoá, São Francisco do Sul, Navegantes e Itajaí como um item que deve estar gerando o interesse das duas empresas.

Sobre a possibilidade de a Busscar contar com um concorrente no município, Euclides diz que não há o que temer. “Estamos há pelo menos quatro meses ouvindo essa história, e por enquanto não há nada de concreto. E também, o mercado é livre”, argumenta. Até o final da semana, a empresa faz as entregas de 14 dos 52 ônibus encomendados desde o pedido de recuperação judicial, ocorrido em novembro. Os primeiros pedidos foram feitos pela Gidion e a Transtusa, concessionárias do transporte público em Joinville.

Fonte: A Notícia

Nenhum comentário: