quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Oficializada JOINT VENTURE entre Marcopolo e Caio


As especulações sobre a união entre acionistas das duas maiores encarroçadoras de ônibus do Brasil eram grandes. As intenções entre as duas companhias já tinham sido anunciadas e criava-se a expectativa de um dos maiores negócios do setor de produção de ônibus.

E foi na noite desta quarta-feira, dia 15 de fevereiro de 2012, que em nota, foi anunciada a criação de uma joint venture formada pelos acionistas das duas gigantes da produção de carrocerias de ônibus.

A parceria envolve a Twice Investimentos e Participações, integrada por acionistas da Caio Induscar, e a controlada da Marcopolo, Syncropats Comércio de Distribuição de Peças Ltda.

MERCADO INTERNO E MERCADO EXTERNO:

A parceria entre as duas empresas vai possibilitar negócios no mercado interno e no mercado externo.

Para o Brasil, a joint venture vai fazer peças e acessórios para carrocerias de ônibus e implementos.

As duas empresas vão produzir a “quatro mãos” carrocerias especiais para serem exportadas. Por enquanto, estão descartadas as produções de carrocerias para o Brasil, até por conta da grande participação individual no mercado que cada uma possui. A Marcopolo lidera o mercado geral de carrocerias no Brasil e a Caio lidera a produção de modelos urbanos.

INVESTIMENTOS E INDEPEDÊNCIA:

Os investimentos previstos para este primeiro ano serão de R$ 10 milhões, divididos em partes iguais.

A Marcopolo, em nota, garante, que apesar da parceria, tanto ela como a Caio continuarão agir de maneira independente no mercado interno, com produtos de características próprias, bem como a joint venture também será “independente”:

“Destaca-se que a nova empresa deverá atuar com completa independência das partes, inclusive seus produtos deverão ter design e marcas próprios”.

Fonte: Adamo Bazani, jornalista da Rádio CBN, especializado em transportes

Um comentário:

Anônimo disse...

enquanto isso A ciferal que e uma empresa da marcopolo continua pagando um salario de "fome" para seus funcionarios!Como pode essa total falta de respeito com o povo carioca!