terça-feira, 10 de julho de 2012

Número de passageiros cresce em São Paulo e frota dimunui

A quantidade de passageiros de ônibus transportados pelo sistema municipal de São Paulo cresceu este ano, de acordo com a SPTrans – São Paulo Transportes, que gerencia os serviços na Capital Paulista. Em relação aos primeiros quatro meses do ano passado, a variação foi de 0,7%.


Neste período de 2012, a sistema registrou 947 milhões de pessoas usando ônibus municipais. O número é 3% maior que os 921 milhões de 2009.

A frota de ônibus entre junho deste ano e junho do ano passado teve uma pequena queda, passando de 15.033 veículos para 14.972 ônibus.

Apesar de a redução ser considerada pequena, com o aumento do número de passageiros, ela significa menor oferta de vagas no sistema de ônibus.

CORREDORES DE ÔNIBUS:

A situação dos corredores de ônibus de São Paulo, muitos se limitando a apenas serem faixas que não oferecem mais eficiência aos ônibus, como ocorre com o Transoeste do Rio de Janeiro, o Corredor ABD, do ABC Paulista, e da rede de Curitiba, apresenta dados que variam de acordo com situações pontuais.

Em comparação aos quatro primeiros meses do ano passado, no mesmo período de 2012, a demanda geral dos corredores caiu 2,41%.

A queda foi puxada pela situação do corredor Campo Limpo / Rebouças / Centro.

A demanda nesta ligação foi reduzida em 20,71% no quadrimestre por conta do prolongamento da linha 4 Amarela do Metrô, que absorveu uma parte da demanda dos passageiros que saíam da zona Oeste, e da conexão desta linha com o serviço 9 Esmeralda da CPTM.

Pelo transporte por trilhos ser mais rápido muita gente migrou para o sistema.

O corredor, no entanto, é considerado importante por passageiros entrevistados numa sondagem. Mais da metade dos que migraram para o metrô dizem que eventualmente ainda usam o corredor como opção quando a linha do metrô está superlotada.

Outros passageiros, principalmente os que fazem deslocamentos menores vêem vantagens no corredor por julgarem perder tempo nas estações lotadas.

No outro extremo dos números, o corredor de ônibus Inajar – Rio Branco – Centro registrou alta no número de passageiros de 13,38% por conta de várias linhas do sistema local servirem apenas até este corredor.

A variação entre os quatro primeiros meses de 2011 e 2012, nos corredores de ônibus de São Paulo é bem diferente entre os trajetos:

- Inajar / Rio Branco / Centro: +13,38%
- Paes de Barros: + 4,67%
- Pirituba / Lapa / Centro: + 1,98%
- Jardim Ângela / Guarapiranga / Santo Amaro: + 0,48%
- Expresso Tiradentes: – 1,35%
- Vereador José Diniz / Ibirapuera / Santa Cruz: – 3,26%
- Parelheiros / Rio Bonito / Santo Amaro: – 4,16%
- Santo Amaro / Nove de Julho / Centro: – 7,02%
- Itapecerica / João Dias / Santo Amaro: – 8,64%
- Campo Limpo / Rebouças / Centro: – 20,71%

Os passageiros reconhecem a importância dos corredores, mas pedem vias melhores para os ônibus. Em todo o ano passado, o sistema de ônibus municipal transportou 2 bilhões e 940 milhões de passageiros. A maioria pede mais estrutura para os ônibus.


Corredores com pontos de ultrapassagem nas paradas, para evitar filas de coletivos, sistema de pré-embarque, pelo qual o passageiro já paga a passagem na estação antes de o ônibus chegar, e embarque em nível, com o piso da estação na mesma altura do assoalho do ônibus, tornariam os corredores ainda mais atrativos e as viagens mais rápidas e confortáveis.

Fonte: Blog Ponto de ônibus

Nenhum comentário: